Frentistas de postos do PR ameaçam entrar em greve na segunda

via portal Bem Paraná

Foto: Almeida Rocha/Folhapress.

Os empregados em postos de combustíveis de Curitiba ameaçam entrar em greve caso não haja um acordo sobre o reajuste salarial da categoria. Depois de três rodadas de negociação, os sindicatos dos empregados em postos de combustíveis do Paraná e o sindicato patronal dos proprietários de postos de combustíveis não chegaram a um acordo quanto ao índice que será aplicado para esse ano.

As reivindicações dos trabalhadores são valorização salarial, plano de assistência médica, cartão alimentação, PLR (participação nos lucros e resultados) entre outros benefícios. Uma nova reunião entre os sindicatos de trabalhadores e o patronal esta agendada para segunda-feira (28), à s 14h, em Curitiba.

Queremos apenas o que é justo para nossa categoria, que vem ao longo dos anos sendo espoliada de seus direitos trabalhistas!, disse o presidente do Sinpospetro Curitiba – Sindicato dos Empregados em Postos de Combustíveis de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral, Lairson Sena.

O presidente do Sinpospetro lembrou ainda que caso a greve aconteça, será em âmbito estadual. Desde o ano passado a Convenção Coletiva de Trabalho unificou o piso salarial no Paraná e todos os sindicatos de trabalhadores (Londrina, Foz do Iguaçu, Cascavel, Ponta Grossa e Curitiba e Litoral) estão com suas bases mobilizadas.

Caso não haja um acordo na reunião do dia 28/05, uma assembleia dos trabalhadores, com todos os sindicatos de empregados do Paraná, irá determinar o início desse estado de greve em todo Paraná e por tempo indeterminado!, adiantou Lairson Sena.

Comentários encerrados.