Flávio Arns promete a professores hora-atividade para janeiro de 2013

Arns promete para o magistério. Foto: Denis Ferreira Neto.

O vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns (PSDB), prometeu ontem aos professores a implantação total da hora-atividade de 33%, conforme prevê a Lei do Piso, somente a partir de janeiro de 2013.

O Supremo Tribunal Federal (STF) considerou a lei constitucional em agosto de 2011, ao responder uma ação de cinco estados, inclusive do Paraná. O Ministério da Educação (MEC) prevê a destinação de um terço do tempo para o preparo das aulas, dedicação a cursos e reuniões pedagógicas, dentre outras atividades extraclasse.

Portanto, até 2013, se não cumprir a promessa, Arns poderá completar dois anos fora da lei.

De acordo com o site da APP-Sindicato, que se reuniu ontem com o secretário da Educação, ele afirmou que um grupo de trabalho será no MEC formado pelo Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) que discutirá os critérios de implantação desse benefício garantido na Lei do Piso e como será feita uma apropriação pedagógica desde novo tempo de trabalho.

Arns garante que independente da conclusão do grupo, a implantação no Paraná está certa. “Vamos implantar com certeza em 2013, para o início do ano”, registrou o site.

Funcionários das escolas sem aumento

Ainda segundo o site da entidade representativa dos educadores, o governo não apresentou na reunião uma proposta concreta sobre esse item da pauta. A direção da APP reafirmou que não aceita apenas o índice da inflação. O governo estuda proposta de reajuste igualando ao salário mínimo regional que teve um aumento de 10,33%.

O secretário da Educação admite considerar inadequado ter funcionários ganhando menos que o salário mínimo regional. A APP propôs que a diferença da data-base conste na reformulação do plano de carreira. Na próxima semana uma reunião entre APP-Sindicato e Seed voltará à  mesa para debater especificamente esse tema.

3 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. KKKKKKKKK….KKKKKKK….KKKKKK se merecem, com o proposital erro de portugues.

  2. Não deixe para amanhã o que pode fazer hoje, não enrrole Flávio

  3. Ora, ora, ora! Para 2013, Flavinho? Não era para ontem, vice? Então tá, vamos combinar assim: nós vamos votar nos candidatos da oposição ao seu governo, para prefeito e governador, tá. Não vamos esperar 2014 para acertar as contas com vocês. Mentira tem perna curta, governadores. Enrolação, embromação, também! Pensa que somos bobos? Somos aqueles que o curso superior deixou contestadores, baderneiros e arruaceiros e que vivem reivindicando melhores condições de vida, como diz o seu patrão. Daremos o troco em outubro de 2012 e 2014… Nos aguarde.