Em nota oficial, Dilma Rousseff desmente o Estadão

via portal Vermelho

Presidenta Dilma Rousseff.

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República divulgou nota em resposta à s insinuações do jornal O Estado de S. Paulo sobre o encontro entre a presidente Dilma Rousseff e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ayres Britto, ocorrido nesta terça-feira (29).

O texto ressalta que durante a reunião Dilma formalizou um convite para que o presidente do STF compareça à  Rio+20. Eles também trataram questões administrativas dos dois poderes. A Presidência da República informa que são no todo falsas as informações contidas na reportagem que, em uma de suas edições, apareceu com o título Para Dilma, há risco de crise institucional!, publicada hoje [quarta-feira (30)] no diário O Estado de S. Paulo.!

A nota critica a prática jornalística adotada pelo Estadão que não procurou verificar a veracidade das informações publicadas na matéria. Reiteramos que o conjunto da matéria e, em especial, os comentários atribuídos à  presidenta da República citados na reportagem são inteiramente falsos!.

Leia abaixo a íntegra da nota:

A Presidência da República informa que são no todo falsas as informações contidas na reportagem que, em uma de suas edições, apareceu com o título Para Dilma, há risco de crise institucional!, publicada hoje no diário O Estado de S. Paulo. Em especial, a audiência de ontem da presidenta Dilma Rousseff com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ayres Britto, tratou do convite ao presidente do STF para participar da Rio+20 e de assuntos administrativos dos dois poderes. Reiteramos que o conjunto da matéria e, em especial, os comentários atribuídos à  presidenta da República citados na reportagem são inteiramente falsos.

Contrariando a prática do bom jornalismo, o Estadão não procurou a Secretaria de Imprensa da Presidência para confirmar as informações inverídicas publicadas na edição de hoje. Procurada a respeito da audiência, a Secretaria de Imprensa da Presidência informou ao jornal Estado de S. Paulo e à  toda a imprensa que, no encontro, foram tratados temas administrativos e o convite à  Rio+20.

Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República

Da Redação

4 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Nessa altura dos acontecimentos, temerosa a reuniao entre presidente e ministro. O convite poderia ser feito por oficio.

  2. Se fechar o STF, Câmara, Senado; não fará falta nenhuma…

    Deixa que o povo toca o país…

  3. 1964 emprensa paulista e carioca deu apoio ao golpe melitar. dá para desconfiar….

  4. agora a dilma comete crime também?. assim que o governo federal se relaciona com o congresso que é um poder .mas stf tambem é um poder .o que a dilma faz ,governos do mundo inteiro faz! os tres poderes da republica para funcionar bem precisa de harmonia ,tocar no mesmo ton e nota,mesma musica mesmo maestro que é a democracia ,para dar certo.vivemos agora no tempo da ss que todos são suspeitos? Esses jornais impressos são também responsaveis pelo desmatamento, para ter jornais tem que abater arvores!Já pensaram nisso? Em 1964 era assim também como hoje denucismo ,denuncismo,e linchamento psicologico. falar do buling esses jornais não praticam buling contra o pt e desafetos?