Cachoeira quis comprar o PRTB; veja o vídeo

O sistema de escutas telefônicas “Guardião”, uma das estrelas nessa temporada pré-CPI, flagrou conversas de Carlinhos Cachoeira com Idalberto Matias de Araújo, o Dadá, que sugerem a compra do PRTB.

O bicheiro estava disposto a adquirir o partido de Levy Fidélix para o estado de Goiás por até R$ 200 mil.

Em um dos trechos da interceptação feita pela Polícia Federal até agosto de 2011, na operação Monte Carlo, o bicheiro questiona Dadá:

– Conseguiu falar com o Fidélix?

O auxiliar responde:

– Ele tava no, tá no Paraná, tá chegando dez horas. Colega vai pegar ele lá.

O PRTB é um partido controverso no Paraná. Desde o mês passado ele é dirigido por Nivaldo Rocha Loures, aliado de primeira hora do vice-presidente do PDT, Wilson Picler.

O pré-candidato do PMDB, Rafael Greca, pelo Twitter, tirou uma casquinha dessa história toda:

– Cachoeira quis comprar PRTB. Não é o mesmo partido do comitê da Lealdade do Richa/Ducci com dinheirama mostrada no Fantástico?

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Mais um partido?
    Mas um só não basta? Dois ou mais não pode…….
    Que eu saiba o cachoeira já é dono do psdb

  2. SERÁ QUE ELE SE INSPIROU NA CAMPANHA DE 2008 DO COMITÊ LEALDADE QUE APOIAVA O BETO RICHA E QUE APARECEU NO FANTÁSTICO COMPRANDO CANDIDATOS A VEREADOR PARA APOIAR O BETO RICHA.