4,1 mil trabalhadores da Volvo cruzam os braços em Curitiba

Trabalhadores da Volvo entram em greve por tempo indeterminado.

O Sindicato dos Metalúrgicos da Grande Curitiba, ligado à  Força Sindical, informa que 4,1 mil trabalhadores da fábrica da Volvo entraram em greve na manhã desta terça-feira (15).

Segundo a entidade sindical, os trabalhadores reivindicam uma Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de no mínimo R$ 18 mil e querem negociar a data-base em setembro.

A montadora manteve os mesmos valores apresentados na semana passada: PLR de R$ 15 mil, abono de R$ 6 mil e aumento salarial que consiste em 2,51% de aumento real + INPC. A PLR e o abono possuem os mesmos valores de 2011, fato esse que, de acordo com o sindicato, causou indignação nos metalúrgicos.

Uma nova assembleia será realizada nesta quarta-feira (16), à s 7h30. Caso as negociações não avancem a greve continua por tempo indeterminado.

A Volvo está situada na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) e fabrica ônibus e caminhões. Além do mercado interno, a empresa atende também Chile e México.

Comentários encerrados.