Veja o vídeo: Documentos secretos deixam vereadores de Curitiba no “bico do corvo”

* Até oposicionistas receberam “dindin” do esquema

Os leitores deste blog souberam em primeira mão, há exatos 11 dias, que o grupo RPC TV estava preparando uma série de reportagens sobre irregularidades envolvendo vereadores da Câmara Municipal de Curitiba.

Pois bem. Nesta noite, o grupo trouxe a primeira reportagem sobre gastos da Casa que foram justificados com notas emprestadas.

De acordo com a RPC TV e jornal Gazeta do Povo, 180 empresas receberam dinheiro público para divulgar as ações da Câmara Municipal de Curitiba, no período em que o vereador João Cláudio Derosso (PSDB) presidiu a Casa. Algumas não prestaram serviço para o legislativo municipal, apenas emitiram nota fiscal.

Amanhã, terça-feira (24), RPC TV e Gazeta do Povo prometem continuar a pancadaria. Segundo a emissora afiliada a Rede Globo no Paraná, até vereadores que tinham o papel de investigar Derosso receberam dinheiro do esquema.

Para quem está chegando agora, o tucano Derosso foi alvo de uma CPI que o investigou por irregularidades em contratos de publicidade no final de 2011. A comissão apresentou uma pizza no relatório final, mas, em virtude da pressão política, o vereador, que presidiu a Câmara por quase 15 anos, deixou o cargo em março.

O MP avalia que a gestão do PSDB gastou R$ 35 milhões em publicidade.

Comentários encerrados.