Veja essa: PMDB de Maringá sentou no colo dos Barros

via blog à‚ngelo Rigon

Umberto Crispim (PMDB).

Depois de namorar todos os pré-candidatos a prefeito de Maringá, o PMDB presidido por Umberto Crispim de Araújo caiu no colo dos fratelli Barros. A negociação (palavra certa) inclui uma secretaria !“ que deverá ser anunciada hoje para Miguel Grillo, possivelmente a de Meio Ambiente !“ e vários cargos comissionados para os mais chegados de Crispim.

O presidente do PMDB, que recentemente safou-se de uma dissolução justamente acusando Mário Hossokawa de vender o partido aos Barros, oportunamente viajou ontem para Simplício Mendes, no Piauí, sua terra natal. Antes, ele vinha comercializando o partido com o PT de Enio Verri (em troca de sua nomeação para o Ibama) e com o PSB de Wilson Quinteiro (em troca de um cargo na Sanepar).

O acerto para o PMDB ir com o PP teria sido costurado pelo vereador João Alves, que chegou a se licenciar para que Crispim se tornasse vereador temporário.

Com a venda (locação ou leasing) do PMDB para o PP, o médico Durval Francisco dos Santos Filho é cotado para ser vice de Carlos Roberto Pupin, candidato dos Barros. Se a negociação será concretizada, isso é uma outra história.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. O PMDB DE MARINGA É TAO DESCLASIFICADO POR SEUS DIRIGENTES, QUE ELES PODEM SENTAR NO COLO DOS BARROS QUE O ELEITORADO VAO SABER ESCOLHER O MELHOR PARA MGA.NÃO SERÁ MEIA DUZIA DE TRAIRAS QUE VAO MUDAR A CABEÇA DO ELEITORES .

  2. Esmael,amentável esse tipo de postura, mas o diretório regional vai tomar uma atitude, pode ter certeza.

    Crispim nao ta no Piauí coisa nenhuma. Ta tentando se limpar da mancha na biografia dele.

    Os Barros e Pupin são capazes de tudo… palhaçada!!!