Tropa de choque de Dr. Rosinha joga a toalha da candidatura própria em Curitiba para priorizar Cascavel

Em Cascavel: Márcio Pessati, André Vargas, Silvio do Movimento de Moradia , Professor Lemos e Elemar Adams. Foto: Reprodução Facebook.

A tropa do deputado federal Dr. Rosinha, um dos defensores da candidatura própria do PT à  prefeitura de Curitiba, aos poucos, está se desmobilizando. A prioridade política da corrente Democracia Socialista (DS), a qual pertence o parlamentar, ao que parece, vai mudando.

Prova disso é que o chefe de gabinete de Dr. Rosinha, o historiador Márcio Pessati, é visto em vários lugares, menos na capital. Ontem, por exemplo, ele foi visto em Cascavel, no Oeste, ao lado do deputado federal André Vargas, ajudando na pré-campanha do deputado Professor Lemos.

No próximo dia 15 de abril, os petistas curitibanos definem se lançam candidatura própria ou se apoiam a pré-candidatura de Gustavo Fruet (PDT).

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Concordo com a boa matéria do jornalista Esmael. A DS há algum tempo não é mais a mesma. Deixou de lado a boa política, a boa crítica, as boas lutas, em troca de conveniências.
    Uma pena, que o Doutor Rosinha, um político dos mais respeitáveis esteja envolvidos em tantos imbróglios.

  2. Em que fria entrou camarada por aceitar fazer o jogo dos outros

  3. Sr. Lemos se o senhor abandonar o mandato de deputado estadual em que o sr foi eleito com pelo menos 80% dos votos dos professores para cumprir a função de representar os professores na assembleia, será uma grande sacanagem com os que depositaram o voto na sua pessoa inclusive eu. Não me venha com essa conversa de que o grupo político quer que o seu grupo político são os professores que votaram no sr. para representá-los como deputado estadual. Quero lhe informar que nos próximos eventos da APP sindicato estarei presente para ouvir do sr. se esta notícia procede.

  4. Deixaram o Tadeuzinho com a brocha na mão…Tá tudo acertado, recebem o apoio do CM para eleger Lemos em Cascavel e, em troca fazem corpo mole nessa eleição interna.

  5. Um partido que governa o Brasil tem totais condições e é recomendável que tenha uma candidatura própria para levar a sua mensagem à toda a população da região metropolitana de Curitiba. (Em função do espaço de televisão durante a campanha) Cerca 30% do eleitorado paranaense não pode deixar de ter a mensagem do PT e do Governo Federal. No segundo turno, caso o Pt não passar, aí vamos ver o que acontece! Mas numa cidade com segundo turno o PT se acovardar? Absurdo! Esse campo majoritário do PT é muito burro! Quanto a você Esmael – melhor vc se retratar meu amigo, mantenha a seriedade e o respeito que temos por você!

  6. Não existe uma maneira de um petista com seriedade,que nunca cedeu seu voto aos interesses alheios, juntar-se ao Fruet sem engolir o seu orgulho. Todos sabem, inclusive os Ministros, Deputados e Prefeitos que apoiam o Fruet, que estamos fazendo da PMC uma moeda de troca. Estão negociando o Governo do Estado, e para isto, juram que a melhor situação para o PT e para Curitiba seria a junção com o Fruet. Pois bem. Para isto, desvalorizam os Deputados Rosinha e Veneri, depreciando a imagem deles e afirmando que não teriam a mínima chance. MENTIRA. Estão acabando como brio dos militantes de esquerda. Estão vendendo todo o esforço em combater este grupo elitista que sempre tomou conta de Curitiba. Até pouco tempo atrás, o Fruet estava de mão dadas com o Beto Richa e os seus. Fotos abraçados, fazendo graça com sinaisinhos de vitória em campanha e coisas do tipo, não faltam. Só largou ele, porque perdeu o posto de preferido. E se não querem jogar o jogo do jeitinho do Fruet, ele pega a bola e sai do campinho. Foi o que fez. Acabou de se bandiar pra outro partido. Acham mesmo que este político de oportunidades, que até ontem criticou o PT e seus valores, e hoje IMPLORA para receber o apoio dos mesmos, vai valorizar e honrar a aliança que esta sendo proposta? Após ele ter ganho a eleição, vai praticar o de costume. Rumar para os interesses dele e de seu novo partido. Este ato de sacrifício dos Valores do PT não tem preço. Não pode ser negociado. Não tem volta. Nunca mais, após esta aliança, caso ela ocorra, o PT de Curitiba será o mesmo. Já esta rachado,e falta pouco para separar-se definitivamente. A crise é gigantesca. Portanto, seria de uma incoerência monstruosa, esta coalizão. ABOMINADOS pelos PETISTAS MILITANTES, serão os que apoiam esta aliança. Será um marco na história do PT de Curitiba. Nunca mais, os apoiadores desta situação de VENDA DE VALORES, serão esquecidos pelos que realmente movimentam o partido em Curitiba. O PT esta sangrando. Precisamos estancar esta ferida, e não será possível, caso o Fruet esteja no meio. Desejo toda força necessária para os Petistas Militantes “combaterem o bom combate” . Estes sim, honram os valores que verdadeiramente criaram o PT em Curitiba e NÃO VENDEM O SEU VOTO.

  7. Esmael, a credibilidade de um jornalista é diretamente proporcional a confiança que se pode ter no que publica, e seu rigor com a verdade factual. Faço parte da Democracia Socialista e não houve nenhum recuo da nossa corrente política sobre esse tema. Sei que tem muita gente que alimenta as cizanhas contra o PT e tenta colocar PeTistas uns contra os outros. Te aviso: não precisa. A gente já aprendeu a conviver com a divergência, o pensamento único não faz parte da nossa prática política. Temos acordos e desacordos entre nós. É briga de familia, sabe como? No fim a gente se entende. Lendo o corpo da matéria, não fica comprovado e nem explícito em nenhum momento o que a manchete afirma. Com todo respeito, Esmael, mas essa manchete é uma grande falta de respeito com o Dr. Rosinha e sua história política, e conosco que fazemos parte da DS. Um abraço.