Professores da rede municipal de Colombo voltam a paralisar atividades

via G1 e RPC TV

Os professores da rede municipal de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, voltaram a paralisar as atividades nesta terça-feira (3). Eles alegam que a prefeitura do município não cumpriu acordo de reajuste das perdas salariais estipulado em negociações anteriores.

A categoria já havia paralisado as atividades em fevereiro, quando uma proposta de aumento feita pelo município foi aceita pelos professores. Contudo, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Colombo (APMC), Claudinei Duarte de Lima, disse em entrevista ao G1 que o acerto não foi seguido. Naquela ocasião suspendemos a paralisação mas ficamos em estado de greve, em estado de alerta para o cumprimento do acordo!, disse.

De acordo com a prefeitura, uma reunião com o sindicato está agendada para a quarta-feira (4), na qual será discutido o rumo da greve. Colombo possui 44 escolas municipais, com 1,2 mil professores e cerca de 20 mil alunos. De acordo com a APMC, 90% da categoria aderiu à  paralisação.

Comentários encerrados.