Professores da rede estadual do Paraná voltam à s ruas nesta quinta

Professores prometem grande manifestação em Curitiba. Foto de Adilson Faxina.

Professores e servidores das escolas da rede pública estadual retornam à s ruas nesta quinta-feira, dia 26, em protesto contra pautas não atendidas pelo vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns (PSDB).

A categoria está sendo convocada para uma manifestação em frente ao Palácio Iguaçu, sede do governo estadual, amanhã a partir das 9 horas.

Os educadores querem receber o atrasado relativo ao Piso Nacional (retroativo a janeiro), o reajuste de 13% aos funcionários das escolas e a implantação imediata de um terço de hora-atividade.

Semana passada, o blog mostrou que a situação do secretário da Educação é periclitante. O tucano não faz mais sucesso entre os educadores e muito menos entre os prefeitos que pedem sua cabeça ao governador Beto Richa (PSDB).

5 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Em Guarapuava 90% dos professores e funcionário cruzaram os braços.

  2. Em Guarapuava 90% das Escolas estão paradas, funcionários e professores cruzaram os braços, queremos o cumprimento da lei do Piso e 14% para os funcionários.

  3. Conforme nota da SEED PR, o aluno tem direito a ter professor em sala de aula. Concordo. É lei. A única coisa que acho engraçado é que apenas algumas leis são levadas a sério, outras nem tanto. O aluno tem direito a 200 dias letivos e o professor tem direito a ter a remuneração prevista em lei, no PSPN. Porém só a lei dos 200 dias letivos deve ser cumprida integralmente. O pagamento do piso… bem… o pagamento do piso pode ser parcelado, ou seja, a lei vai ser cumprida a prestação?

  4. E O QUADRO GERAL …NEM A REPOSICAO DO SALARIO MINIMO…ERA PRA MAIO.