PMDB define hoje o futuro de Crispim

A executiva estadual do PMDB analisa nesta noite o pedido de dissolução do diretório de Maringá, que é presidido pelo advogado Humberto Crispim.

O partido maringaense é acusado de flertar com os tucanos na disputa pela prefeitura em detrimento da candidatura própria (sic).

O blog apurou que a tese da destituição vencerá, mas Crispim poderá permanecer no comando do PMDB de Maringá porque não se chegará aos 2/3 de votos necessários para a defenestração.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Crispim para Presidente. Pior do que tá…vai ficar.

  2. Se é para ele se bandear de vez para o lado do Richa em troca de cargos, que perca o diretório de vez.

    Esse PMDB de resultados ne enoja. Não é nem sombra do seu passado.

  3. CRISPIM, PRESIDENTE:

    POR CONSENSO BANCADA DO PMDB, RESOLVEM NÃO DISSOLVER O DIRETÓRIO DE MARINGÁ, UMBERTO CRISPIM CONTINUA PRESIDENTE FAZENDO VALER A DEMOCRACIA E O RESPEITO AO VOTE; E AVANTE PROCURARÁ A MELHOR DIREÇÃO COM OS COMPANHEIROS DO PARTIDO.

  4. O Crispim não é advogado!!!

    É um mero bacharel em direito.

    Se formou em 2010, mas ainda não emplacou no exame de aptidão técnica da Ordem dos Advogados do Brasil, portanto, é apenas bacharel.

  5. Eu acho que todos os traidores tem que ser expulso do PMDB, exclusive os deputados,

  6. E o Romanelli pode porque?