Paralisação de professores tem 100% de adesão em Curitiba

Professores exigem implantação da hora-atividade imediatamente. Arquivo.

Não há sequer uma escola da rede pública estadual funcionando nesta quinta-feira, dia 26, em Curitiba, pois os professores e funcionários desses estabelecimentos cruzaram os braços para reivindicar hora-atividade, reajuste do Piso Nacional retroativo a janeiro e aumento de 14,13% (aos funcionários).

De acordo com informações preliminares, 100% das escolas públicas na capital estão fechadas nesta manhã fria e chuvosa. As aulas serão retomadas normalmente nesta sexta-feira, dia 27.

Em nota oficial, a Secretaria de Educação (Seed) afirma que já concedeu aumento “a todos os servidores em maio de 2011, de 6,5%, mais um aumento de 5,91%, totalizando um acréscimo de 12,79% aos vencimentos dos salários dos professores no ano passado”.

O problema é que os profissionais do magistério acham que o vice-governador e secretário Flávio Arns (PSDB) ainda não cumpriu a Lei do Piso, por isso voltaram à s ruas hoje.

“A Secretaria ressalta que o direito do aluno em ter acesso à s aulas, de acordo com a Lei”, continua a nota de esclarecimento da Seed.

Ok, tudo bem. Os alunos têm direito à s aulas, de acordo com a Lei, mas o governo do Paraná pode andar fora da Lei? Cumpra a Lei, caro secretário.

Por fim, o blog gostaria de saber como está a mobilização dos professores nos municípios do interior do Paraná.

8 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Para as escolas que tiveram aulas normais: parabéns. Estão seguindo as ordens do nosso guru Beto Richa. Quem estuda acaba sendo insubordinado e isto não é bom, não cumprem ordens kkkkk
    Seria cômico se não fosse trágico.

  2. Os alunos têm direito constitucional às aulas. Impedi-los de ter aulas é mais criminoso que roubar merenda escolar, fazer obras superfaturadas. Os sindicalistas não devem ter filhos na escola, só pensam nos próprios umbigos, tudo vale a pena se for pra se eleger vereador e deputado.

  3. A escola que eu trabalho (Prof Cleto) teve aula normal.

  4. Se o governo não cumpre a Lei é Prevaricação e o sindicato é conivente, uma vez que a ação deveria ser na justiça.

  5. O piso e um terço de hora atividade, também é lei, portanto o governo Beto Lerner, está fora da LEI!

  6. Alguém lembra das laranjas podres? Agora chegou a hora da onça beber água, melhor, dos tucanos provarem o suco.

  7. É sempre a mesma história. Os professores têm que cumprir a lei… e o governo do estado, que tanto cobra a lei, faz o que com a lei do PSPN, já sacramentada pelo Supremo? Enrola, quer parcelar…

  8. É isso mesmo, nós temos que cumprir a Lei e atender aos alunos, mas o governo se exime dessa obrigação com relação a Lei do Piso.