Por Esmael Morais

Duplicação de trecho da BR-277 será paga com pedágio mais caro, denuncia Elton Welter

Publicado em 12/04/2012

O deputado petista explica que no Termo de Ajuste, a concessionária acertou, como contrapartida e com a anuência do secretário de Infraestrutura e Logística e do DER/PR, Pepe Richa, um reajuste de 3,82% a partir de dezembro de 2013 e mais 3,82% em dezembro de 2014, independente dos reajustes contratuais anuais previstos nos contratos de concessão!.

Taxa

Welter revela ainda, que além do aumento do pedágio, o governo do estado também aceitou que as obras sejam realizadas sem medição e fixou uma taxa interna de retorno de 12%.

Esta taxa é alta se considerarmos que a ANTT já anunciou que vai estabelecer taxa interna de retorno de um dígito nas próximas concessões de rodovias no país.!

O líder da Oposição frisou ainda que o governo Beto Richa aceitou para o cálculo da tarifa uma taxa de crescimento anual do fluxo de carros de 3,5% quando, no período de 2008 a 2010, esse crescimento médio foi de 7%. O governador tem negociado mal os interesses do próprio Estado, e os interesses dos usuários. Esta negociação vai custar caro ao bolso dos paranaenses!, concluiu.