Carlos Lupi na área

Carlos Lupi.

O ex-ministro do Trabalho e presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, desembarcou amanhã (18) em Londrina, no Norte do Paraná.

Ao lado do prefeito Barbosa Neto (PDT), Lupi participa na cidade da comemoração do aniversário de 130 anos do nascimento de Getúlio Vargas e de Encontro regional com lideranças do PDT.

O ex-ministro permanecerá em Londrina até a próxima quinta-feira (19).

Ainda não se sabe se Lupi dará uma esticadela até Curitiba, que também realizará evento em homenagem a Getúlio Vargas na quinta, à s 18 horas, na Praça Tiradentes.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Na cidade missioneira de São Borja, RS, nasceu em 19 de abril de 1882, aquele que viria a ser o maior estadista brasileiro de todos os tempos, Getulio Vargas. Até hoje a obra político-administrativa do administrador gaúcho superpõe-se em todos os segmentos da vida nacional.

    A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), editada em 1º de maio de 1943, continua a proteger os assalariados, com a jornada de 8 horas, o direito a férias, a obrigatoriedade da Carteira de Trabalho, a proteção nas atividades insalubres e centenas de artigos de amparo ao menor, à mulher e aos trabalhadores em geral.

    O direito ao 13º salário foi incorporado por lei sancionada pelo presidente João Goulart herdeiro político de Vargas, na década de 60. A proteção social iniciada pelos Institutos de Aposentadoria e Pensão (INPs) mantém-se pelo INSS e pelos Fundos de Pensões.

    No plano econômico, a Petrobras criada por Getulio Vargas em 3 de outubro de 1953, tornou-se a maior empresa nacional, responsável pela autossuficiência na produção do ouro negro, e será vanguardeira mundial com a exploração das camadas do pré-sal, descobertas e acessadas com tecnologia própria da estatal.

    O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE), fundado por Getulio em 1952, supera o Banco Mundial e o Banco Interamericano (BID) em volume de financiamentos às empresas existentes no país, complementando a ação da Carteira de Crédito Agrícola e Industrial do Banco do Brasil, instalada por iniciativa de Vargas em 1937.

    A Eletrobras, anunciada por Getulio em Curitiba no 1º centenário da Emancipação Política do Paraná, em dezembro de 1953, sancionada pelo presidente João Goulart em 1962, emancipou o país na produção hidrelétrica, com destaque para as gigantescas usinas de Tucuruí e Itaipu.

    A Companhia Vale do Rio Doce, fundada em 1942 após a nacionalização da multinacional Itabira Iron, é atualmente a segunda mineradora do universo e a primeira em extração de minério de ferro. Foi privatizada por Fernando Henrique Cardoso em 1997 pelo irrisório valor de R$ 3,3 bilhões.

    Ressalte-se que Getulio Vargas decretou a nacionalização do subsolo, que até 1930 pertencia aos donos da terra. A introdução da indústria de base com a Usina Siderúrgica de Volta Redonda teve o apoio financeiro e de equipamentos pelos Estados Unidos, negociados habilmente por Getulio Vargas no bojo da entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial e do envio da Força Expedicionária Brasileira (FEB) para lutar na Itália com os aliados.

    A unidade territorial, o reaparelhamento das Forças Armadas, o processo de industrialização, tudo dentro da harmonia entre capital e trabalho, constituem realizações inquestionáveis do estadista Getulio Vargas.

    Para comemorar a data, o PDT de Curitiba, por iniciativa de Valmor Stédile, membro do diretório nacional do partido, vai cumprir o seguinte programa, com a presença de lideranças paranaenses e do presidente nacional Carlos Lupi: Dia 19 de abril de 2012, das 12 horas ao anoitecer, na Praça Tiradentes em frente ao busto do grande estadista, no Centro de Curitiba. 12 horas ““ Abertura da Tenda do PDT seguindo com depoimentos de lideranças políticas e populares intercalados com apresentações artísticas, musicais e tradicionalistas; 16h30 ““ Culto Ecumênico apresentado por líderes religiosos; 17 horas ““ Entrevista Coletiva com representantes do Partido Democrático Trabalhista; 18 horas ““ Ato Público/Pronunciamentos (Trabalhismo, Eleições e Poder).