TSE manda prefeito de Pato Branco, Viganó, para a “geladeira” até 2020

Roberto Viganó (PDT).
O colegiado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu condenar o prefeito de Pato Branco, Roberto Viganó (PDT), e mandá-lo para a “geladeira” até 2020. Isto é, ele ficou inelegível pelos próximos 8 anos.

O processo contra Viganó foi relatado pela ministra Carmen Lúcia e não cabe mais recurso.

A condenação do prefeito é consequência de uma denúncia oferecida pela Coligação A Grande Virada! (PTB\DEM\PSDC).

Embora ele esteja impedido de disputar eleições até 2020, o prefeito sudoestino poderá concluir seu mandato.

O TSE entendeu que Roberto Viganó cometeu abuso de poder político e usou a máquina pública em proveito de sua campanha reeleitoral em 2008.

Comments are closed.