Trabalhadores da coleta de lixo de Curitiba podem entrar em greve

por Samuel Nunes, via G1 PR

Se o reajuste reivindicado for concedido, piso da categoria irá para R$ 813,61 (Foto: Felipe Pinheiro).
Os funcionários da empresa Cavo Serviços e Saneamento, responsável pela coleta de lixo em Curitiba, aprovaram, na sexta-feira (2), um indicativo de greve que pode começar na próxima terça-feira (6). Os trabalhadores pedem um reajuste salarial de 15% nos salários. A empresa, por sua vez, oferece 10%.

De acordo com o Sindicato dos Empregados das Empresas de Asseio e Conservação de Curitiba (Siemaco) deve ocorrer, na segunda-feira (5) uma última reunião com a Cavo para definir o aumento. Em nota, o Siemaco afirma que ou a empresa concede o aumento ou os trabalhadores irão cruzar os braços.

Atualmente, o piso salarial da categoria é de R$ 707,49. Com o reajuste reivindicado, esse valor passaria a ser de R$ 813,61.

O G1 procurou a Cavo para comentar a decisão dos trabalhadores, mas ninguém foi encontrado.

A prefeitura de Curitiba informou que a empresa é a única responsável pela coleta de lixo na cidade. Além disso, os funcionários da Cavo também varrem as ruas. Caso a greve aconteça, toda a coleta da capital estará comprometida.

Comments are closed.