Servidores põem água no chope de Ducci; assembleia rejeita 10% de aumento

Os funcionários públicos municipais de Curitiba torceram o nariz à  proposta do prefeito Luciano Ducci (PSB) que anunciou ontem reajuste linear de 10% nos salários de todas as categorias.

Em assembleia geral ontem à  noite, os servidores adicionaram muita água no chope de Ducci ao rejeitarem a proposta. O Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba (Sismuc) diz que as categorias reivindicam 14% de aumento.

Na próxima quinta-feira, dia 8 de março, os servidores realizam nova assembleia para decidir se entram ou não em greve. Caso não consigam os 14%, os servidores deverão cruzar os braços no dia 14 de março por tempo indeterminado.

O Sismuc diz que as perdas salariais desde 1994 somam 14% e o objetivo da entidade é elevar os pisos salariais de R$ 1,5 mil para o nível básico; R$ 2,5 mil para o nível médio; R$ 3 mil para o técnico; e R$ 4,5 mil para o superior.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Nenhum funcionário público municipal (inclusive eu) esperava os 10% propostos espontaneamente pelo Prefeito. Esperava-se menos – por volta de 6%, sonhando com 8%.

    Agora vem o Sismuc, representando PURAMENTE SEUS INTERESSES ELEITORAIS no Município, dizer que a categoria discorda dos 10% ?

    DISCORDAMOS SIM! Mas é da “representatividade” falaciosa da categoria, protagonizada por um Sindicato que só pensa nas eleições do Município.

    Lamentável. Perderam uma boa oportunidade para discutir outras questões.

  2. Que absurdo!! Esse SISMUC somente serve para ludibriar os funcionarios e tornar eles “massa de manobra politica”. Ate quando os servidores vao ficar de olhos fechados e obedeceram esse grupo que somente visa a eleicao e nao a melhoria das condicoes de trabalho??