Secretário de Richa sugeriu que Atlético desse calote no poder público

Secretário Mário Celso Cunha sugeriu que CAP desse calote na reforma da Arena.
O jornal Gazeta do Povo, edição deste domingo (18), traz uma reportagem assinada pelos jornalistas Adriano Ribeiro e Carlos Eduardo Vicelli, revelando que o secretário de Estado para Assuntos da Copa de 2014, Mário Celso Cunha, sugeriu ao Clube Atlético Paranaense (CAP) que tomasse dinheiro emprestado de bancos públicos para a reforma da Arena e desse o calote.

A Gazeta afirma que possui um vídeo com o discurso do secretário do governador Beto Richa (PSDB), gravado em 2010, quando Cunha era líder do prefeito Luciano Ducci (PSB) na Câmara de Curitiba:

“O que vai acontecer? Eu tenho quase certeza. Se os clubes forem assumir esses financiamentos [para obras em estádios] não vão pagar coisa nenhuma […] à‰ claro que estou falando sobre suposição, mas eu acredito muito que vão perdoar essas dívidas. Não vai ter como o governo cobrar os clubes, quando o próprio Brasil quer fazer a Copa do Mundo aqui”, disse Mário Celso Cunha, ao tentar convencer os conselheiros do Rubro-Negro a tomarem emprestado dinheiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) numa operação que envolveria também a agência Fomento Paraná.

Na época do discurso propondo o calote no erário, Mário Celso era vereador e coordenador da Copa na Câmara Municipal.

O deputado estadual Tadeu Veneri (PT) bateu na “medalha” do secretário de Beto Richa ao saber da proposta de calote no poder público.

“O governador precisa tomar medidas bastante responsáveis, duras, manter a sua autoridade. Ou exonera o secretário do cargo ou estará concordando, o que é mais grave ainda”, disse o petista ao jornal Gazeta do Povo.

Comments are closed.