O Suco contra o Quibe; quem vai presidir a Câmara de Curitiba?

João do Suco (PSDB) e Salamuni (PV) devem polarizar a disputa na Câmara.

O vereador Paulo Salamuni (PV), candidato da oposição à  Câmara Municipal de Curitiba, concederá entrevista coletiva nesta sexta-feira (16), à s 14 horas, para apresentar a sua plataforma à  presidência da Casa.

A Câmara realizará na segunda-feira (19) eleição para a escolha do novo comandante depois que João Cláudio Derosso (PSDB) abandonou o posto, devido à  falta de apoio entre os governistas.

Por outro lado, o PSDB, a maior bancada na Casa com 13 vereadores, oficializou ontem à  noite o nome do tucano João do Suco, líder do governo Luciano Ducci (PSB), para a disputa.

Corre por fora, sob a bandeira da “independência”, o vereador Caíque Ferrante (PRP). Ele flerta com as bancadas do PSD e PPS, embora este último nutra simpatias por outro postulante ao cargo de presidente: Juliano Borghetti (PP).

Na contagem parcial das “garrafas”, segundo os bastidores na Câmara, João do Suco contaria com 19 votos “assegurados”; Salamuni e Ferrante “dividiriam” os 19 restantes.

Fato é que, se considerada a expectativa de cada candidato à  presidência, o legislativo municipal precisaria ter no mínimo 120 vereadores. Mas a Casa tem apenas 38 parlamentares.

A origem árabe de Salamuni e o apelido do vereador tucano, João do Suco, estão gerando piadas bem-humoradas entre os vereadores: “Será uma disputa do Suco contra o Quibe”.

Comentários encerrados.