Eliana Calmon faz críticas a bandidos com foro privilegiado

da Agência Estado

Eliana Calmon.
Depois de criticar os bandidos de toga, agora a corregedora-nacional de Justiça, Eliana Calmon, atacou os bandidos com foro privilegiado. Em palestra na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) do Distrito Federal, Calmon afirmou “que o foro tem abrigado muitos bandidos”.

“Não queremos apedrejar quem está no crime por dinheiro, para sobreviver, mas quem está nas suas casas fantásticas ou buscando proteção do foro”, afirmou a ministra. Eliana Calmon afirmou que o combate à  corrupção e à  impunidade deveria começar pelo “ápice da pirâmide”.

“Quantos Josés da Silva já prendemos para dizer que não há impunidade?”, questionou a ministra. Esses Josés da Silva, conforme a ministra, estão muitas vezes a serviço de grandes criminosos que não são perseguidos pela polícia.

Na palestra, a ministra afirmou que hoje um “exército” composto pela opinião pública hoje que protege os poderes do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e que essa blindagem ocorreu em razão da expressão que ela usou em uma entrevista.

“Isso só foi possível por uma frase: existem bandidos por trás da toga”, disse. “Eu sou falastrona”, reconheceu. “Eu quero chocar. Eu não quero chocar a magistratura. Ela se choca porque quer”, afirmou.

Comments are closed.