Descontentamento com governo “é antigo” no Congresso, avalia Alvaro

Senador Alvaro Dias.
O senador paranaense Alvaro Dias, líder do PSDB no Senado, disse ao blog nesta quarta-feira (14) que o descontentamento do Congresso com o governo Dilma Rousseff “é antigo”.

Segundo o tucano, os primeiros sinais de que a relação entre governo e Congresso não anda bem foram dados ainda em julho de 2011, quando a oposição conseguiu obstruir duas Medidas Provisórias em um mesmo dia.

“Há um perceptível enfrentamento no Senado entre a liderança do PT com o líder do governo que vem se arrastando”, avalia Alvaro.

O líder do PSDB disse que o antigo líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), negocia com a oposição, mas, sistematicamente, a liderança do PT, desrespeita o acordo.

“Neste ano, a gota d’água foi a rejeição do diretor da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), Bernardo Figueiredo, indicado pelo governo, que se somou à  insatisfação do PMDB que teve o nome do diretor do DNOCs (Departamento Nacional de Obras Contra as Secas) substituído”.

Para Alvaro, o mal-estar governista deve continuar porque no PMDB há uma queda de braço em virtude da eleição para a presidência do Senado.

“O novo líder do governo, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), faz parte de um time de 8 senadores e não joga no mesmo lado de Renan Calheiros (AL) e José Sarney (AP)”, observa o líder tucano.

“O que deveria ser uma alternância normal no Senado virou uma disputa na base governista”, finaliza Alvaro Dias.

Comments are closed.