Começa a guerra pela presidência da Câmara de Curitiba

Plenário da Câmara Municipal de Curitiba (Daniel Castellano/GP).
Com a renúncia nesta tarde do presidente licenciado da Câmara Municipal de Curitiba, João Cláudio Derosso (PSDB), começa a guerra pelo comando da Casa.

A bancada de oposição deverá apresentar o nome do vereador Paulo Salamuni (PV) para a disputa que ocorrerá na próxima segunda-feira, dia 19 de março.

“Ainda não está fechado, mas o nome de Salamuni é uma alternativa concreta que a oposição poderá apresentar para renovar a Câmara. Ele tem experiência e um passado decente”, defende Jonny Stica (PT), líder da oposição.

Por outro lado, nos bastidores, a base governista também se movimenta. Vários vereadores têm-se colocado à  disposição para presidir o legislativo, mas dois nomes se sobressaíram nesta segunda-feira: Tico Kuzma (PSB) e Luiz Felipe Braga Cortes (PSDB).

Kuzma contaria com a simpatia do prefeito Luciano Ducci (PSB) e Braga Cortes teria o apoio da primeira-dama do Paraná, Fernanda Richa.

Por fora, com o apoio de si mesmo, corre o vereador Professor Galdino (PSDB).

Até segunda-feira (19) muita água vai rolar. A tendência é que os governistas se unam em torno de uma candidatura única.

Comments are closed.