Caso Demóstenes: Comissão aprova requerimento de Francischini

Fernando Francischini.
O deputado federal Fernando Francischini (PSDB/PR) está comemorando a aprovação, nesta quarta-feira (28), na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO), de um requerimento ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, para compartilhamento da quebra do sigilo de dados que, eventualmente, demonstrem a ligação de políticos com o crime organizado e com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlos Cachoeira!, bem como informações de autoridades e jornalistas que possam ter sido vítimas da quebra ilegal de sigilo.

As informações fazem parte do inquérito que corre em segredo de justiça e tem como base a operação Monte Carlo realizada pela Polícia Federal (PF). Na reunião da Comissão, ao defender o pedido, o Parlamentar também pediu inclusão de compartilhamento de informações da operação Las Vegas, também da PF.

Notícias veiculadas na imprensa nacional dão conhecimento da Operação Monte Carlo, que resultou na prisão de várias pessoas envolvidas em crimes como corrupção ativa, evasão de divisas, quebra de sigilo, formação de quadrilha e exploração de jogos de azar.

Francischini disse que “essas mesmas informações trouxeram à  tona a ligação do líder desta quadrilha com políticos”, a exemplo do senador Demóstenes Torres (DEM-GO), “e necessitam ser de conhecimento pleno dos membros desta Comissão”.