“Casas Bahia”: Governo do PR propõe parcelar reajuste e hora-atividade aos professores

Arns propõe suaves prestações.

A diretoria da APP-Sindicato (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná) esteve reunida ontem com o vice-governador e secretário da Educação Flávio Arns (PSDB) para discutir o reajuste salarial do magistério e a implantação de 33% da hora-atividade.

O governo fez a proposta de parcelar reajuste do novo Piso de R$ 1.452,06, definido pelo Ministério da Educação (MEC). O salário da categoria no Paraná está 18,67% abaixo do que está estabelecido na Lei.

Alguns educadores criticaram o parcelamento que, segundo eles, “o governo age como as Casas Bahia ao propor suaves prestações a perder de vista”. A fórmula vai à  assembleia estadual da categoria neste sábado, dia 31. A possibilidade de uma greve não está totalmente descartada.

Segundo a APP, o governo fez a seguinte proposta: aplicar a data-base em maio (que provavelmente será de 6,5%); em julho, pagar a segunda parcela da equiparação salarial (5,95%); em outubro, a pagar a terceira parcela da equiparação acordada para 2013, de 5,95%. Isto totalizaria, ao final, uma reposição de 19,55% para os professores.

A direção da APP cobrou que o pagamento do Piso, conforme determina a lei, deve ser efetuado a partir de janeiro. A equipe da Secretaria de Educação (Seed) reconheceu o fato. Uma das propostas apresentadas pela APP foi a aplicação, no índice da equiparação que deve ser pago em outubro, de um percentual maior que os 5,95%. Esta diferença serviria tanto para quitar o retroativo, como também diminuiria a provável diferença que o Estado deverá pagar, em 2013, quando sair a correção anual do Piso. O governo se dispôs a avaliar e continuar o debate.

Sobre a hora-atividade, ponto fundamental da Lei do Piso e tema central da Campanha Salarial dos educadores do Paraná deste ano, o governo se comprometeu em formatar proposta de implantação. Ela sairá no conjunto da realização de um novo concurso para todas as disciplinas conforme a APP reivindica (edital previsto para maio) e oferta de uma nova dobra de padrão (ainda este semestre), também reivindicada pelo sindicato e que está sendo formatada em uma comissão especial da qual o sindicato participa.

Até a sexta-feira (30), a Seed formalizará a proposição. Entre as possibilidades discutidas está o encaminhamento à  Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), em 60 dias, de um projeto que escalone a implantação dos 33% de hora-atividade da seguinte forma: janeiro de 2013, julho de 2013 e janeiro de 2014. Outra possibilidade é a implantação em duas vezes.

Outro tópico fortemente debatido foi o pagamento do reajuste de 14,13% para os funcionários de escola. A APP defendeu a necessidade de se incorporar um percentual de ganho real aos salários dos funcionários, que vá além da correção da inflação na data-base. Isto significaria a aplicação dos prováveis 6,5% (em maio) e, em seguida, mais 7,16%. O anúncio do reajuste do salário mínimo regional (que também deve ser de 14,13%) que deve sair ainda esta semana é um dos elementos fundamentais nesta luta.

13 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Na campanha tinha umas professorinhas dizendo que o homem era lindo, agora finca nelas Beto.

  2. Ora, Esmael, a hipotética reeleição do atual governador também será realizada a prazo: até 204, sim, 2015 em diante, não. Ele perderá a base de apoio nas eleições municipais deste ano e só a reporá em 2050. Sei que é uma prestação de longo prazo, mas é esse o acordo que ele, com a sua visão de “longo” alcance, fez com o professorado. O troco virá.

  3. o vice governador faz certo:em vez de se procupar dorme no serviço.se fosse um trabalhador comum estaria fora! ele conta multidão de carneirinhos paranaense. mas o perigo e o vice g cair da cadeira ,o sono é traiçoeiro.não pode trabalhar com sono! ai sai so coisas erradas ,parcelamento de aumento salarial so acontece em sonho..

  4. Vergonha e’ so’ politicagem que fazem esses sindicatos. Com o governo da Dilma sao todos uns cordeirinhos.

  5. Helby, até concordaria com vc, se os concursos fossem para 40h. Babaquice sermos 2 pessoas para o estado, sendo que uma ganha menos e demora mais tempo para se aposentar.

  6. palhaçada mesmo é essa história de dobra!!! padrão é via concurso!!!
    como ficam os que ainda não tem um padrão nessa de “dobra”?

  7. Engraçado né.
    Porque a reposição do dia 15/03 que foi paralisação, essa não pode ser parcelado, essa obrigatóriamente até 15/04 tem que definir a data. senão os professores levam falta.
    Ou seja, precisa-se de greve já.

  8. É um choque esta gestão KKKKKKKKKK. Votem no homi…

  9. ESTOU VENDO TUDOOOOOOOOOOO, ESTA APP, PARECE INTERLOCUTOR DO GOVERNO, NA VERDADE É TUDO POLÍTICA, SE VIER PINGADO O QUE VALE MESMO É QUE A APP ESTARÁ ARRECADANDO DE UM JEITO OU DO OUTRO, AÍ SE FAZ DE DEFENSOR DA CLASSE, BONS TEMPOS AQUELES EM QUE A APP FUNCIONAVA EM PROL DOS PROFESSORES, PARCELARRRRRRRR, VIROU CREDIÁRIO AGORA OS PROFESSORES, VAMOS AO BALCÃO DE NEGÓCIOS. POR FAVOR ME VÊ 2% QUE VOU LEVAR, MAS NÃO POSSO SOMENTE CONSIGO LHE OFERECER 1% E AINDA TENHO QUE FALAR COM O GERENTE, SE NÃO LEVAR SÓ 1% POR CENTO AMANHÀACABA A PROMOÇÃO… APP, APP, APP, ESTAMOS DE OLHO EM VOCÊS….. QUE DECEPÇÃO COM ESTA APP, FRACA POLÍTICAMENTE, ATÉ PARECE O PMDB ALINHADO A NÍVEL FEDERAL COM O PT, A NÍVEL ESTADUAL COM PSDB.
    É UM TOMA LÁ DA CÁ……
    DÁ PARA ENTENDER, SIMMMMM, TUDO PELO PODER E TROCA DE FAVORES.

    ENQUANTO ISTO, O FLÁVIO ARNS, RI A TOA, O SOBRINHO TEM TODAS AS AÇÕES BILHIONÁRIAS DA COPEL.

    VERGONHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA.

    DESCULPE-ME É MUITO NOJENTO.

  10. TRADUZINDO, QUANDO SE FALA EM REPOSIÇÃO SALARIAL DOS PREFEITOS, VEREADORES, DEPUTADOS E GOVERNADORES O AUMENTO É DE % ÚNICA, COMO É PARA A EDUCAÇÃO ISSO SE PAGA COMO CONSÓRCIO, NUNCA VOCÊ É CONTEMPLADO NA PRIMEIRA ASSEMBLÉIA.