Cadê os negros de Curitiba?

Costumo correr nos parques centrais de Curitiba. à€s vezes, por horas a fio, não avisto sequer um único negro ou negra nesses espaços públicos.

Hoje, me deparei com esse vídeo-reportagem (abaixo) que garante ser a capital paranaense a cidade mais negra do Sul do país. Fiquei curioso. Onde estão os negros de Curitiba se não os vejo por aí?

O Centro Cultural Humaitá diz, citando o IBGE, que a população afrodescendente curitibana é de 23,4%. Quase um quarto.

Curitiba é cidade mais negra do Sul do país, diz reportagem; veja o vídeo

Reportagem realizada pelos acadêmicos de jornalismo Juliana Cordeiro, Dicélia Queiroz e Juliano Gondim.

O objetivo da reportagem é mostrar que, ao contrário do que muitas pessoas acham, Curitiba também tem muitos negros, mas que infelizmente existe o problema da invisibilidade deste povo e da sua cultura devido a imagem da cidade estar relacionada à  cultura europeia.

As imagens da matéria foram feitas durante a comemoração do Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes. As manifestações que muito se parecem com as que corriqueiramente se vê na Bahia, foram feitas no Largo da Ordem, Praça Tiradentes e outros espaços da cidade.

O vídeo e o texto são de Juliana Cordeiro.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Tenho interesse em pesquisar mais sobre esse tema. Mas não estou conseguindo entrar em contato com os autores.

  2. Tbem tenho esta impressão, que não há negros em CTBA, concordo contigo!

  3. Os negros estão tão negros que você não pode vê-los! Talvez o próprio termo “negro” crie um sentimento ilusório, uma zona mental obscura e enevoada que exclui a percepção da negritude massiva deste país! Mude seus padrões lingüísticos e talvez a deturpação cerebral que aniquila a visão: chame os negros de “filhos do ébano brilhoso”. E eles surgirão.

  4. parece que mto da sociedade curitibana tem vergonha dos negros que tem na cidade porque

  5. Vai para os fundões do Boa Vista, Santa Cândida (muito axé), Bairro Alto, Atuba, Colombo, Pinhais, Quatro Barras…Se for para o Vale do Ribeira, terra de Preto, terra de resistência e Liberdade!!!

  6. Desce do centro sentido Pinheirinho, Tatuquara, CIC, Sitio Cercado. É lá que estão os negros da cidade.