Sites do Citibank, BMG e PanAmericano são alvo de ataque de hackers

da Agência Brasil

Grupo promete tirar do ar os sites das instituições financeiras por 12 horas.
Os sites do Citibank, do BMG e do PanAmericano também foram alvos de hoje (3) do grupo de hackers Anonymous Brasil, depois do ataque à  página da internet do Banco Central (BC). As páginas dos bancos apresentam instabilidade.

No Twitter, o grupo afirma ter provocado problemas no site do BC como um teste ao alvo principal! do dia. Escolhemos um alvo de testes antes, só para calibrar nossas armas: http://www.bcb.gov.br – Apenas um teste rápido…!.

O BC informou, por meio da assessoria de imprensa, que houve sobrecarga de acessos ao site no início da manhã, ocasionando instabilidade e lentidão para abertura de páginas por alguns minutos!. Não foram afetados sistemas e transações do banco!, destacou.

O grupo de hackers prometeu causar problemas em sites de bancos todos os dias desta semana. A estratégia consiste em fazer com que a página receba grande número de acessos ao mesmo tempo, fique sobrecarregada e, com isso, instável e até indisponível.

O HSBC foi o alvo de ontem (2) do grupo. O banco informou, em nota, que houve um volume de acessos acima do esperado! no site. Na quarta-feira (1!º), foi a vez de o site do Banco do Brasil registrar picos de acesso. Segundo o BB, houve lentidão no sistema em algumas regiões do país, mas não houve risco para a segurança dos dados dos clientes. Há registros de que a página do BB tenha saído do ar, mas o banco nega.

Os hackers também dizem ter provocado problemas no site do Bradesco, na última terça-feira (31), e na página do Itaú, no dia 30 de janeiro. Em nota, o Bradesco disse que o site apresentou momentos de intermitência com volume de acessos acima da média!, mas não chegou a ficar fora do ar. O Itaú Unibanco, também por meio de nota, disse que houve indisponibilidade! em seu site, mas a normalidade foi retomada em seguida.