Richa nega censura a Dilma na tevê e diz que vai recorrer de multa do Ministério das Comunicações

O governo Beto Richa (PSDB) negou nesta noite (9) que TV E-Paraná (antiga TV Educativa) tenha censurado a presidenta Dilma Rousseff, em 13 de outubro de 2011, durante cerimônia para a liberação de R$ 1,7 bilhão em recursos do governo federal para a construção do metrô curitibano (reveja o vídeo).

O Ministério das Comu!­!­nicações entendeu que houve censura, sim, e por isso aplicou multa simbólica de R$ 1.881,44 à  TV E-Paraná. O governo do PSDB adiantou que vai recorrer da decisão.

A seguir, a íntegra da nota do governo do Paraná:

“1 – A sanção anunciada nesta quinta-feira (09/02) pelo Departamento de Acompanhamento e Avaliação de Serviços de Comunicação Eletrônica, do Ministério das Comunicações, contra a E-Paraná comprova que nunca houve nenhuma censura a qualquer pessoa por parte da emissora;

2 – A multa aplicada contra a emissora se refere a supostas falhas na programação durante a madrugada (das 2h03m18s até as 4h26m36s) do dia 13 de outubro;

3 – A E-Paraná vai recorrer.

Assessoria de Imprensa
Governo do Paraná”

Comments are closed.