PSDB pode ficar sem candidato nas principais cidades do PR

por Luciana Cristo, via Folha de Londrina

Mauro Moraes (PSDB).

O PSDB, partido do governador do Paraná Beto Richa, pode não ter candidato próprio nas principais cidades do Estado, nas eleições deste ano para prefeito. Apesar de planejar lançar candidato em aproximadamente 260 municípios, em Curitiba, Maringá, Guarapuava e Ponta Grossa o PSDB pode preferir apoiar aliados considerados mais fortes. Há grande possibilidade que isso também ocorra em Londrina, embora o partido aguarde posicionamento do secretário estadual da Fazenda, Luiz Carlos Hauly (PSDB), sobre a pretensão para esse ano.

A definição de Hauly precisa sair até 7 de abril, prazo para desincompatibilização dos secretários de Estado que pretendem concorrer em outubro. Caso ele não saia candidato, a aliança do PSDB pode ser com o vereador de Londrina Marcelo Belinati (PP). Cascavel é outra dúvida. O partido estava pensando em apoiar a reeleição de Edgar Bueno (PDT), mas o deputado federal tucano Alfredo Kaefer já manifestou seu desejo de entrar na disputa. Na capital, a mobilização será pela reeleição de Luciano Ducci (PSB), que por duas vezes foi vice de Beto Richa na prefeitura. Em Guarapuava, o candidato será o deputado estadual César Silvestri Filho (PPS). ”Para garantir a governabilidade do Beto Richa coligamos com partidos de todas as tendências e precisamos atender os aliados”, afirmou o líder do governo na Assembleia Legislativa (AL) do Paraná, Ademar Traiano.

Em Ponta Grossa, as opções são outros dois deputados estaduais: Plauto Miró (DEM) ou Marcelo Rangel (PPS), enquanto em Maringá o apoio pode ir para o deputado estadual Dr. Batista (PMN) ou para o secretário estadual de Relações com a Comunidade, Wilson Quinteiro (PSB). No entanto, não está descartada a possibilidade de que o candidato do partido seja o deputado estadual tucano Evandro Junior. Tudo vai depender de quem fique melhor posicionado nas pesquisas. ”Temos aliados que são mais fortes que nossos próprios candidatos. O critério, além de ser um partido aliado, é de quem tenha uma grande identificação e afinidade com o governador e que possua maior índice nas pesquisas”, respondeu o deputado estadual Mauro Moraes (PSDB).

Na segunda-feira à  noite, o PSDB promoveu um encontro em Curitiba para definir estratégias para as eleições em todo o Paraná. ”à‰ uma mobilização, porque outros partidos já estão bem adiantados e nós ainda estávamos nesse marasmo. Precisamos também atacar bastante nas redes sociais, com deputados divulgando postagens do governador, por exemplo. Precisamos aprender a guerrear mais nas redes sociais, estamos pecando nesse ponto”, observou Mauro.

Comentários encerrados.