Policiais militares fazem carreata em Paranaguá por melhores salários

por Oswaldo Eustaquio, correspondente da Gazeta do Povo

Na manhã desta quinta feira (23), uma carreata composta por cerca de 150 veículos saiu do Aeroparque rumo à  Praça 29 de Julho, em Paranaguá, no Litoral do Paraná. A manifestação é uma reivindicação dos policiais militares que defendem a valorização profissional da categoria e a recomposição das perdas salariais sofridas nos últimos anos. A carreata contou com a adesão dos PMs que estavam de folga, de suas esposas e filhos, além de integrantes da sociedade civil, como advogados e empresários.

A manifestação da Polícia Militar em Paranaguá foi um ato de apoio aos policiais militares de todo o estado do Paraná. De acordo com o sargento, a manifestação reuniu em torno de 200 pessoas, entre militares, familiares e simpatizantes ao movimento.

Os policiais protestam contra a não implementação da Emenda 29 à  Constituição do Paraná, que, entre outras coisas, prevê a incorporação de subsídios ao soldo dos PMs. A Emenda 29 foi decretada, mas só falada!, desabafa João Carlos, 2!º Sargento da Polícia Militar e que tem 29 anos de carreira na instituição.

A atual proposta de reajuste salarial feita pelo governo do estado foi rejeitada pelos policiais. Uma nova tabela deve ser apresentada ainda nesta semana.

Segundo o sargento, a carreata também tem o objetivo de conscientizar a sociedade e a possibilidade de greve está descartada. Nós queremos a valorização profissional. Nossos salários estão defasados. Em momento algum cogitamos entrar em greve, pelo contrário, queremos dar um trabalho de qualidade para a sociedade, ela não pode pagar por isso!, afirma. O sargento ainda disse que se houver necessidade, outra carreata será feita.

Comments are closed.