Guerrilha colombiana decide aceitar trégua para começar a negociar fim de conflito

da Agência Brasil

O movimento guerrilheiro Exército de Libertação Nacional da Colômbia (ELN) anunciou que vai aceitar a trégua proposta pela organização não governamental (ONG) Colombianos pela Paz. O ELN exigiu, porém, que as negociações ocorram com base no diálogo e em uma agenda para a solução política dos conflitos.

A resposta do ELN foi enviada por carta à  ex-senadora Piedad Córdoba. No texto, os guerrilheiros ressaltam a necessidade de garantir “o respeito pelo direito internacional humanitário, a atenção à s demandas e lutas.”

“à‰ parte essencial do caminho que levará ao fim definitivo do conflito [garantir] a equidade e justiça social, a democracia e soberania em um processo no qual os povos e nações são assuntos que todos nós queremos e sonhamos e no qual a comunidade internacional contribua com sua sabedoria e experiência “, diz a carta.

Em janeiro, a ONG Colombianos pela Paz propôs ao presidente Juan Manuel Santos e aos comandos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) e do ELN a adoção da trégua. O objetivo era, entre outros aspectos, adotar um cessar-fogo em 90 dias até a consolidação do diálogo.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. 14 de agosto de 2009 a colombia assina um acordo militar com os eua..a colombia e aliada dos americanos.ha bases americana no pais…

  2. Estão certos, têm que fazer como fizeram os Sandinistas e os Farabundos, se transformar em partido político…