Depois de 74 dias, funcionários da saúde de Curitiba suspendem greve

A presidenta do Sindicato dos Servidores Municipais de Curitiba (Sismuc), Marcela Alves Bonfim, informou ao blog que a greve dos funcionários da saúde foi suspensa nesta quarta-feira (15). Sem conquistas, o movimento paradista durou 74 dias.

Os grevistas reivindicavam a inclusão de servidores da saúde excluídos do projeto de jornada de trabalho de 30 horas.

“Se as negociações não avançarem nós retomaremos a paralisação”, promete a sindicalista, que disse que o movimento foi suspenso porque estava trazendo prejuízos à  população.

Concretamente, o prefeito Luciano Ducci (PSB) obteve duas vitórias políticas hoje ao debelar a greve do transporte coletivo e a dos funcionários da saúde.

Comentários encerrados.