Carnaval em Curitiba: Em defesa do bloco Garibaldis e Sacis

Os conservadores insistem em rotular a cidade de Curitiba como túmulo do carnaval. Não é verdade isso. Os curitibanos provaram nessas últimas semanas que são bons sujeitos e gostam de samba participando do bloco Garibaldis e Sacis, no Largo da Ordem.

Os curitibanos só não brincam mais porque o poder público torce o nariz para a festa popular. Aliás, o poder público conseguiu a proeza de acabar com a folia de Momo e, por causa da repressão da polícia no domingo passado, luta para liquidar com a iniciativa do bloco Garibalis e Sacis — há catorze anos na lida.

Para tentar desmoralizar o único bloco e o único suspiro do carnaval na capital paranaense, agora os conservadores de plantão fazem circular na internet um vídeo onde supostamente “cinco mil” vândalos (sic) atacam com pedras e garrafas a polícia, por isso, segundo eles [os conservadores], os meganhas reagiram com bombas, tiros com balas e borrachas e cassetetes.

O diabo é que esses conservadores são contra a festa para o povão. à‰ um horror assistir esses pobres felizes!

O que importa para os endinheirados é que a folia acontecerá, faça chuva faça sol, no balneário de Caiobá ou em Mariscal/Bombinhas/Porto Belo.

Comments are closed.