Carnaval em Curitiba: Em defesa do bloco Garibaldis e Sacis

Os conservadores insistem em rotular a cidade de Curitiba como túmulo do carnaval. Não é verdade isso. Os curitibanos provaram nessas últimas semanas que são bons sujeitos e gostam de samba participando do bloco Garibaldis e Sacis, no Largo da Ordem.

Os curitibanos só não brincam mais porque o poder público torce o nariz para a festa popular. Aliás, o poder público conseguiu a proeza de acabar com a folia de Momo e, por causa da repressão da polícia no domingo passado, luta para liquidar com a iniciativa do bloco Garibalis e Sacis — há catorze anos na lida.

Para tentar desmoralizar o único bloco e o único suspiro do carnaval na capital paranaense, agora os conservadores de plantão fazem circular na internet um vídeo onde supostamente “cinco mil” vândalos (sic) atacam com pedras e garrafas a polícia, por isso, segundo eles [os conservadores], os meganhas reagiram com bombas, tiros com balas e borrachas e cassetetes.

O diabo é que esses conservadores são contra a festa para o povão. à‰ um horror assistir esses pobres felizes!

O que importa para os endinheirados é que a folia acontecerá, faça chuva faça sol, no balneário de Caiobá ou em Mariscal/Bombinhas/Porto Belo.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. No que depender de mim, e de mais alguns bons Curitibanos(os bom conservadores), vamos manter a imagem da Curitiba sem carnaval.

    Carnaval não combina com Curitiba.
    O aumento de uma “suposta” cultura Curitiba de carnaval, vem descaracterizando nossa cidade. Nossas raízes são Germânicas, Italiana, Polaca, Ucrâniana. Os Tropeiros tiveram um valor fundamental na criação histórica de nossa cidade. Não será uma festinha onde “cults” libertinos, em sua ânsia de mostrar sua opção sexual a todos, destruirá uma cultura CONSERVADORA dos VERDADEIROS Curitibanos.

    Tradição e valores antigos! em respeito as nossas raízes.

  2. EU SOU DO TEMPO QUE O CARNAVAL ÉRA NA RUA XV, ….COM MILHARES DE PESSOAS BRINCANDO ATÉ AS 6 HORAS DA MANHÃ, INCLUSIVE EU TRABALHAVA NA CONFEITARIA SAVOY ALI NA XV..ATÉ Ã MEIA NOITE E DEPOIS IA PARA CIMA NA SACADA ONDE EU RESIDIA,,PARA FESTAR E CURTIR OS BLOCOS E DESFILES ATÉ O RAIAR DO DIA..CONFETES SERPENTINAS..LANÇA PERFUME..ÉRA TUDO FESTA E ALEGRIA….SEM BADERNA,,SEM BRIGAS…HOJE TÁ MUDADO;;

  3. Um dos problemas do carnaval de Curitiba ser o que é vem do fato, segundo corre pelas Bocas, que os funcionários comissionados ou não responsaveis pela festa não QUEREM TRABALHAR, QUEREM VIAJAR para rodarem suas baianas por aí. Por isso o boicote e todas as ações no sentido de esvaziar qualquer movimento nesse sentido. Ora, cabe ao prefeito, se é que se tem, dra uma dura nos caras e por essa gente prá tabalhar pois o que não pode é so ganhar. Vamos trabalhar gente!!!!!!

  4. Perfeito Esmael! Parabéns é isso mesmo!!!!!Pra quem só vai de camarote, wiskhi on the rocks e tacinha de champanhota é fácil querer acabar com a festa do povão!

  5. Você deveria fazer uma correção ali, Esmael:

    “Os curitibanos só não brincam, se drogam, bebem até cair, jogam lixo no chão, fazem UFC (já viu o vídeo?), fazem apologia a drogas ilícitas nas músicas, e ainda se fazem de vítimas mais, porque o poder público torce o nariz para a festa popular… que contenha tal coisas”.

    Mas uma coisa é certa, Carnaval em Curitiba deve ser comemorado e festejado. Mas com o mínimo de decência que orgulha o Curitibano.

  6. Como dever de justiça deve-se citar as nossas pequenas mas valorosas escolas de Samba que desfilam no sábado de carnaval na Cândido de Abreu. A assistência vem aumentando à cada ano e ano passado quase vinte mil pessoas estavam lá assistindo os desfiles. Os mais simples misturados à pessoas de classe média que preferem não viajar e curtir pelo menos um dia de festa. Boa segurança, muita alegria e só falta melhorar as arquibancadas e o som que é de péssima qualidade. Anos atrás o desfile era na Deodoro e mais gente ia assistir só que os conservadores tiraram dali (Que saudades dos tempos Grequianos) e certa vez fizeram a barbaridade de mandar os desfiles para perto da fábrica de fósforos lá pelas bandas da Conselheiro Laurindo. Atitude, com certeza, para matar de vez o nosso carnaval. Um horror! Enfim, saudemos GARIBALDIS E SACIS mais um dígno representante da RESISTÊNCIA contra essa minoria de conservadores que se acham donos da cidade. A mudança, graças ao bom Deus, está chegando.

  7. Problema que o vídeo não deixa mentir. Provocaram e a polícia agiu como se deve agir. Não vejo governo aqui. Vejo policiais anunciando no rádio que estão sendo atacados e me surpreendeu que quase todo o efetivo da capital não esteve lá.

    Porque conscientizar que bebida faz mal, ninguem quer né?