“As reclamações no setor de educação estão aumentando”, diz deputado Duglas Fabrício

Deputado Douglas Fabrício (PPS) critica gestão de Arns na Educação.

A frase acima, caro leitor, não é de nenhum oposicionista na Assembleia Legislativa do Paraná. A bordoada partiu do deputado Douglas Fabrício, do PPS, governista convicto, que ontem à  tarde foi à  tribuna para desancar a gestão do vice-governador Flávio Arns (PSDB) na Secretaria da Educação (SEED).

O parlamentar do PPS discorria sobre a falta de dinheiro para o transporte escolar dos 177 mil alunos da rede pública estadual quando, não mais que de repente, cravou essa:

Amigo é aquele que avisa: as reclamações no setor de educação estão aumentando!, alertou Douglas Fabrício.

O deputado do PPS levou a seus pares a proposta do prefeito Gabriel Samanha, o Gabão (PPS), presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), para que a Casa destine R$ 42 milhões das costumeiras “sobras” ao transporte escolar.

Fui professor e sei da importância do transporte escolar. Os prefeitos afirmam que estão fazendo os pedidos por mais recursos e não estão sendo atendidos. Parece que o secretário não está fazendo seu trabalho a contento!, disse Douglas.

Arns prometeu elevar os recursos de R$ 58 milhões para R$ 80 milhões até o final deste ano. Os prefeitos afirmam que gastam R$ 120 milhões.

6 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. mais verbas?? para que??? só se for para desviar para os seus bolsos!!! o pior é que, de uma forma ou de outra, as crianças as mais prejudicadas… a única explicação para isso é que criança não vota, por isso os políticos desse puteiro pouco se lixam para a infância desse estado e país…

  2. Isso que nossos deputados nao sabem da pior parte da educacao: para enxugar gastos, o governo está reduzindo turmas… há casos de turma com mais de 60 alunos na minha escola… verdadeiro absurdo…

  3. Esmael tu viu a nota da CUT sobre a greve dos motoristas?
    Lá dá a entender que a greve por debaixo dos panos tinha outro objetivo, subir a tarifa do transporte.

    http://cutpr.org.br/noticia.php?id=4640