PSDB não consegue convocar Pimentel para depor na Câmara

via Agência Estado

Por 13 votos a 5, a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara derrubou requerimento do PSDB que pedia a convocação do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, para explicar suposto tráfico de influência por meio de sua empresa de consultoria.

“Se o Pimentel não vier aqui e não se explicar, a presidente Dilma terá que se desculpar com o ministro Palocci e trazê-lo de volta ao governo”, disse o líder do PSDB, Duarte Nogueira (SP).

Para a oposição, a semelhanças são grandes entre o caso do ex-ministro da Casa Civil, Antonio Palocci – que num período de quatro anos teve seu patrimônio ampliado em 20 vezes, como resultado de serviços de empresa de consultoria e suposto tráfico de influência – com o caso de Fernando Pimentel.

Pimentel é alvo de denúncia divulgada pela imprensa de que sua empresa, a P-21 Consultoria e Projetos, teria faturado mais de R$ 2 milhões com consultorias entre 2009 e 2010. A reportagem sugere tráfico de influência da consultoria do ministro em licitações da prefeitura de Belo Horizonte e a não prestação de serviços pagos pela Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg).

Comentários encerrados.