Gustavo Fruet lidera em todos os cenários, diz Paraná Pesquisas

por Rosana Félix, via Gazeta do Povo

Fruet, Ratinho e Ducci estarão no primeiro pelotão.

A eleição para a prefeitura de Curitiba em 2012 deve ser muito acirrada. à‰ o que mostra um levantamento de opinião feito pelo Instituto Paraná Pesquisas com exclusividade para a Gazeta do Povo. A pesquisa ouviu eleitores entre os dias 4 e 8 de dezembro.

O ex-deputado federal Gustavo Fruet, que em setembro trocou o PSDB pelo PDT, aparece na frente em todos os quatro cenários pesquisados, com variação de 20,3% a 28,5% das intenções de voto. Mas está praticamente empatado com o deputado federal Ratinho Júnior (PSC), com índices variando de 18,9% a 27,7%. O prefeito Luciano Ducci (PSB) está em ligeira desvantagem em relação aos outros dois. Tem entre 16,3% e 22,7%. Mas, considerando a margem de erro da pesquisa (3,5 pontos porcentuais para mais ou para menos), os três estão tecnicamente empatados (veja os resultados ao lado).

Fruet apresenta um desempenho melhor entre os eleitores homens e os que tem ensino superior. Ratinho tem mais votos entre as mulheres e as pessoas que cursaram apenas o ensino fundamental. Ducci consegue mais destaque entre as mulheres e as pessoas com ensino médio completo.

O cenário em que os três menos teriam votos é aquele com políticos conhecidos que já disputaram a prefeitura: Angelo Vanhoni (PT), Rubens Bueno (PPS) e Rafael Greca (PMDB). O cenário em que mais teriam votos seria aquele sem candidato do PT, partido que pode vir a apoiar Fruet.

Crescimento

Da última pesquisa divulgada pela Gazeta do Povo, em maio, para a nova sondagem, quem mais cresceu na intenção de voto dos curitibanos foram os dois principais concorrentes de Fruet. Na ocasião, o ex-tucano aparecia com 25%, Ra!­!­!­tinho com 16% e Ducci com 13%. No levantamento anterior, porém, a Paraná Pesquisas havia medido a intenção de voto num cenário incluindo a então senadora Gleisi Hoffmann (PT). Ela aparecia em segundo lugar, com 22%. A possibilidade de Gleisi concorrer à  prefeitura se tornou nula depois que ela assumiu a Casa Civil do go!­!­!­ver!­!­no de Dilma Rousseff, em junho.

Para o diretor da Paraná Pes!­!­!­quisas, Murilo Hidalgo, o levantamento anterior mostrava uma força maior de Fruet. Havia o re!­!­!­call [lembrança] da eleição para o Senado [cargo ao qual Fruet concorreu]. Agora ele se mantém à  frente. Mas Ratinho e o prefeito ganharam terreno!, avalia. Para Hidalgo, a atual pesquisa aponta para uma definição da eleição apenas no segundo turno.

Mas Hidalgo avalia que Ducci e Ratinho podem crescer mais daqui para frente. O Ratinho, como é deputado e radialista, tem condições de se manter em evidência. O prefeito tem a visibilidade toda do cargo, para o bem e para o mal. Ele aparece, pode inaugurar obras. O Fruet está em desvantagem nesse quesito [já que não tem mandato].!

O cientista político Ricardo Oliveira, da UFPR, pondera que Fruet conseguiu manter um bom ín!­!­!­dice ao longo destes meses, mesmo sem cargo. A saída dele do PSDB para o PDT não alterou a grande popularidade que tem.!

O cientista político Luiz Domin!­!­!­gos Costa, professor da Uninter, ressalta que Ducci conseguiu um crescimento expressivo, apesar das investigações envolvendo a Câmara Municipal e o presidente licenciado da Casa, João Cláudio Derosso (PSDB). A pesquisa mostra a exposição que ele está buscando e a blindagem que coneguiu contra qualquer crise na Câmara. As denúncias contra Derosso, que é do PSDB, até ajudam, pois não são contra o partido do Ducci.!

Comentários encerrados.