Em nota oficial, PPS diz que vereadores envergonham Curitiba

Renata Bueno (PPS).

O PPS de Curitiba divulgou nesta tarde (1) uma veemente nota oficial intitulada “Os vereadores que envergonham Curitiba”. No documento, o partido cobra um pedido de desculpas dos parlamentares que teriam ofendido uma comitiva de professoras da Itália.

O PPS classifica na nota os vereadores que agrediram a colega Renata Bueno como membros da bancada de Derosso.

“Ao destratar a delegação italiana, entende-se que os vereadores da base aliada do presidente licenciado não percebem a importância que a comunidade italiana tem em Curitiba, tanto na formação de sua cultura, como de sua história, tendo em vista que a capital abriga grande parte dos italianos do país”, diz um trecho da nota.

Leia a íntegra da nota oficial do PPS:

Os vereadores que envergonham Curitiba

O PPS de Curitiba decidiu em reunião realizada nesta quarta-feira (30 de novembro) repudiar o comportamento de alguns vereadores que destrataram visitantes italianos em plenário. A convite da vereadora Renata Bueno, diretores da Universidade de Roma Tor Vergata estiveram na Câmara para apresentar novas oportunidades de bolsas de estudos entre a instituição e a Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Como noticiado pelo jornal Gazeta do Povo, em 30 de novembro de 2011, quando as italianas foram convidadas a se juntar à  mesa diretora, Algaci Tulio (PMDB) deu um berro dizendo “o que essas italianas estão fazendo aqui na Câmara?” O presidente licenciado João Cláudio Derosso (PSDB) emendou: “Vieram entregar pizza?” Outros, berravam “tutti buona gente” aos convidados. Tito Zeglin (PDT) chegou a interromper um discurso do vereador Paulo Salamuni (PV) dizen do “gentalhas e gentalhas”.

O PPS de Curitiba entende que o legislativo municipal não deve ser palco de ataques pessoais, prezando pelo debate político de alto nível. Ao destratar a delegação italiana, entende-se que os vereadores da base aliada do presidente licenciado não percebem a importância que a comunidade italiana tem em Curitiba, tanto na formação de sua cultura, como de sua história, tendo em vista que a capital abriga grande parte dos italianos do país.

Por ter uma bancada na Câmara (formada pelos vereadores Renata Bueno e Zé Maria), o PPS de Curitiba sente-se constrangido pela atitude dos vereadores e ainda entende que estes deveriam pedir desculpas à  comunidade italiana.

Para atingir a vereadora Renata Bueno, alguns parlamentares acabaram agredindo um povo que ofereceu grandes contribuições à  nossa cidade. Tal atitude só demonstrou à  população de Curitiba como está o nível de alguns representantes, que apesar de permanecerem há muito tempo no parlamento, ainda não aprenderam o suficiente sobre a prática da boa política.

PPS de Curitiba

12 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Não posso acreditar, que fato lamentável ainda mais levando em consideração que os vereadores citados são descendentes de italianos. Independente da etnia o respeito deveria prevalecer, principalmente por se tratarem de representantes do povo (vereadores). Acho inaceitável o desrespeito a qualquer delegação estrangeira , é preciso saber separar os problemas que vêm acontecendo no cenário politico da Câmara.

  2. parabéns a Renata Bueno,aproveite pra aparecer bem esse ano,pq apartir do ano que vem vai poder viajar bastende pq vai estar sem mandato,a não ser que queira candidatar-sa a sindica de predio isso se o papai gastar toda a grana do partido na campanha dele pq senão nem assim…

    • Sra. Renata parabéns! Já imaginaram se estes vereadores não fossem descendentes de italianos? Preconceituosos com a própria raça?

  3. por favor vereadora, vc faz um fervo chamando os vereadores de gentalha, critica a tudo e a todos, e agora manda carta de repudio por terem te dado o troco, vc é muito fraquinha mesmo… não vá na escola do teu pai, pois os fundamentos dele não são os melhores…..

  4. eu já vi ela chamar o tulio de macaco velho na tribuna , agora vem dar uma de vítima, lindinha e pps me poupem por favor. um paritdo que não assinou a cpi dos radares e do ici e vota com o ducci em tudo quer o quê?

  5. tudo isso para aparecer na midia Renatinha viajando Bueno,suba em um poste e pinte o…..de vermelho

  6. Essa foi muito boa, realmente.

    Parabéns.

  7. Ilma. Vereadora Renata Bueno, em primeiro lugar meus parabens à você e a Nota do PPS. Eu como participante da politica do Paraná, por mais de 55 anos, fundador do Movimento Democrético Brasileiro do Paraná -MDB, e por 4 mandatos Presidente do MDB de Curitiba, ontem mesmo mostrei minha indignação com as posições tomadas por alguns vereadores de nossa capital, em meu Blog demonstrei a reação, afirmando ter cidadania italiana, Cidadão Honorário de Curitiba, desde 1985 e brasileiro! Os gestos, as palavras desses vereadores, com certeza não representam os eleitores curitibanos, que acredito tomando conhecimento devem se revoltar. Vereadora Renata Bueno, tenho lhe aompanhado e deixo aqui minhas congratulações pelas posições assumidas. à favor da familia curitibana.Sylvio Sebastiani

  8. Nao sou fa desse PPS mas nessa eles tem razao…Que vergonha esses vereadores. Os visitantes nao tem nada a ver com as situacoes internas da camara…

  9. Está certa a vereadora…Esses vereadores envergonham mesmo a todos nós! Mas por falar em vergonha, o presidente do partido dela, o ex-comunista Roberto Freire, também nos envergonha, pois não há cara mais fisiológico do que esse sujeito. Bem….Pensando melhor talvez exista! Mas o fato é que não dá para o partido da moça ter o pé em duas canoas, ou seja, na Câmara de Curitiba ser contra as mazelas tucanas e na Assembleia agir como cachorrinho do Beto…
    Tudo isso nos envergonha nobre vereadora!!!!

  10. QUEM DIRIA HEIN? ATÉ TU TITO ZEGLIN QUE VIVE NO MEIO DOS PADRES, REZANDO E ORIENTANDO O REBANHO. “GENTALHA” ? AINDA BEM QUE DEUS É MISERICORDIOSO E A TODOS PERDOA.

  11. NOTA DE REPÚDIO
    EU, EUNICE SCHILIVE FACCIN, brasileira de origem Alemão-Italiana, naturalizada Italiana tenho uma filha e um neto que residem na ITÁLIA, repudio veemente aos vereadores de Curitiba pela nojenta atitude de humilhação ao que expuseram as Italianas visitantes naquela Casa de Leis. Jamais esperava que alguém da classe representante do povo cometesse tal atitude de baixaria.Na minha opinião a embaixada Italiana deveria entrar com ação por danos morais.
    Algaci Tulio (PMDB)
    João Cláudio Derosso (PSDB)
    Tito Zeglin (PDT)
    E outros…