Eleição no Atlético será decidida no “olho mecânico”; Petraglia contrata torcedores do Coxa para boca de urna

* CapGigante contrata boqueiros de urna a R$ 50

Petraglia contrata torcedores do Coritiba para boca de urna.

Daqui a pouco, a partir das 10 horas, cerca de 8 mil torcedores do Clube Atlético Paranaense (CAP) começarão a escolher a nova diretoria do time.

Para se ter uma ideia do peso político desta eleição, o número de votantes no CAP é superior ao número de eleitores em 230 municípios paranaenses (ao todo são 399).

Duas chapas aparecerão na cédula eleitoral: a liderada por àŠnio Fornéa (Paixão pelo Furacão) e a comandada por Tataio Bettega (CapGigante).

Deixando as rivalidades de lado, que são próprias das disputas eleitorais, há um evidente empate técnico no pleito que será decidido no “olho mecânico”.

Sondagens realizadas durante o dia de ontem revelam que a eleição de hoje se transformou num verdadeiro “Atletiba”.

Este blog também realiza uma enquete sobre a eleição desde o final da tarde de ontem. Também há um rigoroso empate entre as duas candidaturas.

Para desempatar e vencer o “clássico”, uma das chapas, a CapGigante, de Mario Celso Petraglia, resolveu recorrer a um expediente comum nas eleições partidárias: contratou torcedores coxas-brancas para fazer boca de urna ao preço de R$ 50.

O blog conversou nesta manhã com uma das boqueiras de urna contratadas por Petraglia.

– Você é atleticana?
– Não.
– Quanto você vai receber pelo trabalho de boca de urna?
– Cinquenta reais.
– Para qual time você torce?
– Sou coxa-branca.
– Você conhece outros coxas que foram contratados para trabalhar na eleição do Atlético?
– Sim. A chapa CapGigante pediu para eu indicar outras amigas. Indiquei várias.
– Suas amigas são atleticanas?
– Não. Somos todas torcedoras do Coritiba (risos).

Comentários encerrados.