Eleição no Atlético: Marcus Coelho declara apoio à  Paixão Pelo Furacão

* Presidente campeão brasileiro em 2001 destaca proposta da volta do modelo de gestão colegiada como um trunfo para o Atlético ganhar títulos

Marcus Coelho, presidente Campeão Brasileiro de 2001, entre Diogo e àŠnio.

Lembro-me da euforia e da alegria do povo atleticano. A comemoração do título foi inesquecível. O retorno do time foi sensacional. Milhares de atleticanos atravessaram a madrugada nos esperando e Curitiba fez uma grande festa rubro-negra com os campeões brasileiros!. Com esta declaração, o presidente Campeão Brasileiro de 2001, Marcus Coelho, relembra o momento mais importante da história atleticana, escrito há quase 10 anos, no dia 23 de dezembro de 2001.

Voltando no tempo e pensando nos aspectos que fizeram do Furacão o grande time brasileiro naquele ano, Marcus Coelho não deixa de citar como a gestão do futebol atleticano era muito mais eficiente e democrática, baseada no conceito da gestão colegiada. A contribuição de todos para o progresso quebra a resistência e evita intransigências. A decisão coletiva é melhor que decisões individuais, pelo menos no futebol. Essa é uma verdade incontestável!, destaca Coelho.

Para as eleições do próximo dia 15 de dezembro, o ex-presidente já declarou apoio total à  chapa Paixão Pelo Furacão por acreditar que o Atlético pode voltar ao rumo das vitórias e conquistas com um modelo de gestão profissional, potencializada pelo grupo de atleticanos ilustres que compõem o grupo. Minha relação com o àŠnio e com o Diogo é estreita. O àŠnio é um antigo companheiro e está presente no Atlético há no mínimo 30 anos apoiando o clube, sem se importar com os mandatários. à‰ um exemplo de dedicação ao Atlético. Já o Diogo representa a inovação e renovação no Atlético. Poucos times têm a felicidade de ter um grande número de jovens idealistas como nós temos!.

Sobre as propostas da Paixão Pelo Furacão, o presidente Campeão Brasileiro acredita que que a chapa é composta por atleticanos verdadeiros, bem intencionados e com visão de futuro. Sendo assim, Marcus Coelho afirma que o grupo capitaneado por àŠnio Fornéa e Diogo Fadel Braz tem tudo para profissionalizar e revolucionar a gestão do futebol rubro-negro. A chapa propõe a volta do modelo de gestão que resultou no nosso título brasileiro e que transformou o Atlético no grande clube que é hoje. Com a vitória da chapa Paixão pelo Furacão, as decisões vão contar com um número maior de pessoas, todas capacitadas em suas áreas de atuação. Isso se torna extremamente importante no futebol moderno, onde a complexidade exige várias cabeças pensando juntas em prol do mesmo ideal!, finaliza.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Este cara não apitava nada quem mandava mesmo ero o MCP isto é fato.