ARBITRàRIO: Rossoni exonera estudante que protestou contra privatização na Assembleia

* à‰ proibido pensar diferente no legislativo estadual

Amanda Jaqueline.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), não se aguentou na pose de “bom democrata” que tentava vender durante o dia de ontem.

O tucano e a mesa executiva da Casa exoneraram arbitrariamente nesta terça-feira (6) a estudante Amanda Jaqueline, de 24 anos, que estava lotada no gabinete do deputado Professor Lemos (PT).

Qual o “crime” cometeu a jovem? Protestou ontem contra a privatização da saúde durante da ocupação da Assembleia.

à‰ incrível como os valores se invertem naquela Casa de Horrores. Quem deveria ser exonerado são os deputados que escondidos votaram, longe do povo, na calada da noite, o projeto que cria as Organizações Sociais (OSs).

Jaqueline, além de assessora do deputado Lemos, é membro da juventude do PT e da coordenação da Marchal Mundial de Mulheres.

A bancada de oposição tentará reverter ainda hoje essa exoneração arbitrária, informou um membro do gabinete de Enio Verri (PT).

Comentários encerrados.