18 de dezembro de 2011
por Esmael Morais
3 Comentários

Paraná Pesquisas: Richa, Gleisi e Requião transferem mais votos em Curitiba

por Rosana Félix, via Gazeta do Povo

Independentemente do desempenho de cada pré-candidato, o apoio de alguns caciques! será importante na definição do voto do curitibano. Dentre os políticos de destaque que têm base eleitoral na capital paranaense, o governador Beto Richa (PSDB) é o que tem maior poder de transferência de voto. Ele já declarou que vai apoiar Luciano Ducci (PSB).

De acordo com a Paraná Pesquisas, o apoio do tucano a um candidato aumentaria a vontade de votar neste candidato para 42,6% dos eleitores. Mas 15,6% dizem que o posicionamento dele em favor de alguém seria negativo; para 37,6%, não há impacto algum.

A ministra Gleisi Hoffmann (PT) tem índices próximos ao de Richa: para 39,1% o apoio dela aumentaria a predisposição de voto; 18,6% dizem que diminuiria; e 37,1% que não alteraria. O senador Roberto Requião (PMDB), por outro lado, tem um poder baixo de transferência. Para 46,6% dos eleitores, o apoio do ex-governador a um candidato diminuiria a vontade de votar nessa pessoa. Leia mais

18 de dezembro de 2011
por Esmael Morais
7 Comentários

Paraná Pesquisas: Pedetista também venceria no 2!º turno

via Gazeta do Povo

Em um eventual segundo turno para definir o próximo prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT) venceria os confrontos contra Luciano Ducci (PSB) e Ratinho Júnior (PSC). Se a eleição fosse hoje, o pedetista teria entre seis e oito pontos de vantagem, respectivamente. A possibilidade de a decisão ficar para a segunda etapa é grande, segundo o diretor da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo.

Se a disputa do segundo turno ocorresse entre Ratinho e Ducci, o vencedor seria decidido por uma diferença mínima de votos. Eles aparecem tecnicamente empatados: 42,7% para o atual deputado federal e 42,5% para o prefeito.

Na hipótese de Fruet disputar o segundo turno com Ducci, os eleitores de Ratinho se dividiriam, e tanto o pedetista como o prefeito receberiam votos. Mas, se Ratinho e Ducci protagonizassem a disputa final, Ducci receberia boa parte dos votos (50%) que no primeiro turno seriam de Fruet, mas uma parte menor (37,9%) iria para Ratinho.

Caso o prefeito ficasse de fora do segundo turno, o grande beneficiado seria Fruet, que abocanharia 56,5% dos eleitores de Ducci. Ratinho ficaria com 31%.

Esses cenários mostram que o eleitor de Ducci e do Ratinho não são muito fiéis. Até a eleição, o voto dessas pessoas pode pular para um lado ou outro, e também vai depender do desempenho do prefeito durante a campanha!, observa o cientista polít Leia mais

18 de dezembro de 2011
por Esmael Morais
10 Comentários

Gustavo Fruet lidera em todos os cenários, diz Paraná Pesquisas

por Rosana Félix, via Gazeta do Povo

A eleição para a prefeitura de Curitiba em 2012 deve ser muito acirrada. à‰ o que mostra um levantamento de opinião feito pelo Instituto Paraná Pesquisas com exclusividade para a Gazeta do Povo. A pesquisa ouviu eleitores entre os dias 4 e 8 de dezembro.

O ex-deputado federal Gustavo Fruet, que em setembro trocou o PSDB pelo PDT, aparece na frente em todos os quatro cenários pesquisados, com variação de 20,3% a 28,5% das intenções de voto. Mas está praticamente empatado com o deputado federal Ratinho Júnior (PSC), com índices variando de 18,9% a 27,7%. O prefeito Luciano Ducci (PSB) está em ligeira desvantagem em relação aos outros dois. Tem entre 16,3% e 22,7%. Mas, considerando a margem de erro da pesquisa (3,5 pontos porcentuais para mais ou para menos), os três estão tecnicamente empatados (veja os resultados ao lado).

Fruet apresenta um desempenho melhor entre os eleitores homens e os que tem ensino superior. Ratinho tem mais votos entre as mulheres e as pessoas que cursaram apenas o ensino fundamental. Ducci consegue mais destaque entre as mulheres e as pessoas com ensino médio completo.

O cenário em que os três menos teriam votos é aquele com políticos conhecidos que já disputaram a prefeitura: Angelo Vanhoni (PT), Rubens Bueno (PPS) e Rafael Greca (PMDB). O cenário em que mais teriam votos seria aquele sem candidato do PT, partido que pode vir a apoiar Fruet.

Crescimento

Da última pesquisa divulgada pela Gazeta do Povo, em maio, para a nova sondagem, quem mais cre Leia mais