Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

6 de dezembro de 2011
por esmael
7 Comentários

Gleisi recebe Beto Richa para tratar de parcerias do governo federal com Paraná

A ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, reuniu-se esta tarde (06) com o governador do estado do Paraná Beto Richa (PSDB), para tratar de assuntos relativos ao estado e parcerias paranaenses com o governo federal. Entre os temas tratados, recuperação do Litoral, ampliação do aeroporto Afonso Pena (Curitiba) e obras rodoviárias e ferroviárias já incluídas no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Segundo a ministra, o governo federal está aberto a parcerias para projetos de infraestrutura e melhorias no Estado, mas necessita do envio de projetos pelo Paraná, assim como ocorre com outros estados.

Temos restos a pagar do Ministério da Integração Nacional para engorda da praia de Matinhos, mas o dinheiro só pode ser liberado quando houver o projeto básico!, disse Gleisi. O governo ficou de enviar”, completou.

Na reunião, o governador paranaense também foi informado que todas as obras incluídas no PAC estão dentro do cronograma, inclusive os estudos de viabilidade econômica e ambiental da Ferroeste. Quanto ao aeroporto, cabe ao estado desapropriar a área para a terceira pista que já esta autorizada, mas a ministra disse que o governo também estudará outra proposta apresentada pelo prefeito de São José dos Pinhais.

Partic

6 de dezembro de 2011
por esmael
Comentários desativados em Dilma e Lula driblam imprensa e se reúnem em SP

Dilma e Lula driblam imprensa e se reúnem em SP

via Agência Estado

A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva driblaram a imprensa na tarde de hoje para se reunir em um hotel da zona Sul da capital. O local foi mantido em segredo pelas assessorias de imprensa dos petistas durante quase duas horas, mas um interlocutor revelou o local, sem informar, contudo, o motivo da reunião e a razão de tanto segredo.

A presidente Dilma chegou à  capital paulista por volta das 15 horas, quando desembarcou no Aeroporto de Congonhas. Lula, que hoje despachou durante uma hora na sede do Instituto Lula, deixou o escritório por volta das 15h30. A assessoria de imprensa da Presidência da República informou mais cedo que a presidente cumpriria uma “agenda privada” durante a tarde e que, por isso, o compromisso não seria revelado.

A assessoria de imprensa do ex-presidente, por sua vez, também se negou a informar o local do encontro, uma vez que a Presidência da República preferiu manter sigilo. A expectativa inicial era de que a reunião fosse promovida na sede do Instituto Lula, na zona sul de São Paulo, mas o local teria sido alterado, segundo petistas, a pedido de Dilma. O único compromisso público, previsto na agenda da petista, é a presença em evento da Revista Istoà‰, marcado para as 20h30. Em sua última viagem a São Paulo, em novembro, a presidente visitou o ex-presidente em seu apartamento, em São Bernardo do Campo (SP).

O ex-presidente acatou ontem a recomendação da equipe médica e voltou a despachar na sede no Instituto Lula, onde não comparecia desde a descoberta de um câncer na laringe, em outubro. O ex-presidente, que tem se recuperado bem das sessões de quimioterapia, reuniu-se com a diretoria do instituto e recebeu as visitas do presidente nacional do PT, Rui Falcão, e do publicitário João Santana. Os dois apresentaram ao ex-presidente o programa partidário petista, que será exibido em cadeia nacional em dezembro. O ex-presidente aprovou

6 de dezembro de 2011
por esmael
Comentários desativados em Caravana da Fiep passará por Maringá nesta quarta-feira

Caravana da Fiep passará por Maringá nesta quarta-feira

Campagnolo participa de reunião de planejamento estratégico em Francisco Beltrão.

A caravana da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep), que gira o estado discutindo as linhas estratégicas da entidade, passará nesta quarta-feira (7) pelo município de Maringá. Leia mais

6 de dezembro de 2011
por esmael
Comentários desativados em Senador Agripino Maia é eleito presidente do DEM até 2014

Senador Agripino Maia é eleito presidente do DEM até 2014

da Agência Brasil

O senador Agripino Maia (RN) foi confirmado hoje (6) na presidência do Democratas (DEM), com mandato até dezembro de 2014. Para ele, o DEM é, hoje, um partido consolidado e com pessoas que acreditam nas ideias e na formulação programática da legenda. Embora o partido tenha perdido alguns parlamentares para o PSB, Agripino desejou aos que saíram boa viagem!.

O Democratas vai sobreviver em nome de suas ideias porque temos autoridade moral para combater a corrupção, porque não convivemos com a improbidade!, disse Agripino. Segundo ele, a principal meta do partido é eleger em 2012 mais prefeitos do que os que tem atualmente e, em 2014, uma bancada na Câmara dos Deputados maior do que a da última eleição.

O líder do partido na Câmara, Antonio Carlos Magalhães Neto (BA), disse que este é um momento muito especial para o DEM, que hoje é integrado por pessoas que têm compromisso e propósitos, o que fez com que se consolidasse como o maior partido de oposição. Em todos os episódios de corrupção do governo federal, o Democratas assumiu a dianteira. Fomos capazes de mostrar que existem políticos de bem neste país”, afirmou.

6 de dezembro de 2011
por admin
Comentários desativados em Justiça nega habeas corpus a Marcos Valério e ex-sócios

Justiça nega habeas corpus a Marcos Valério e ex-sócios

da Folha.com

O TJ (Tribunal de Justiça) da Bahia negou nesta terça-feira (6) pedido de liminar de habeas corpus do empresário Marcos Valério de Souza, preso na semana passada sob suspeita de participar de esquema de grilagem de terras no Estado.

Preso em Belo Horizonte durante operação da Polícia Civil baiana, ele é suspeito de usar escrituras falsas de imóveis como garantias de pagamento de dívidas cobradas na Justiça. Outras 15 pessoas foram presas.

6 de dezembro de 2011
por esmael
6 Comentários

Petistas dizem que ocupação da Assembleia ocorreu por culpa de Beto Richa

Em nota oficial distribuída à  imprensa, a bancada do PT atribuiu a ocupação da Assembleia Legislativa do Paraná, na tarde de ontem, pelos manifestantes, à  intransigência do governador Beto Richa (PSDB) “por conta da recusa ao diálogo com a sociedade organizada sobre o tema [privatização da saúde]”.

O PT também acusou o governo Richa de desviar o debate da sociedade ao atacar o partido.

“Ao promover tais ataques, o governo tucano desqualifica todos os movimentos sociais que se levantaram contra a matéria, bem como a sociedade paranaense”, diz um trecho da nota.

Leia a íntegra da nota oficial da bancada petista:

6 de dezembro de 2011
por esmael
11 Comentários

Olha aí como está a “Casa do Povo”

Policiais fazem cordão para isolar a Assembleia do povo. Pode isso?

Esta imagem está circulando nas redes sociais. à‰ assim que está a Assembleia Legislativa do Paraná nesta tarde. Daqui a pouco, a partir das 14h30, os deputados realizam a terceira e última votação sobre as Organizações Sociais (OSs). Leia mais

6 de dezembro de 2011
por esmael
2 Comentários

Terceirização merecia audiência pública, diz presidente do TC

por Vitor Geron e Rosana Félix, via Gazeta do Povo

O presidente do Tribunal de Contas (TC) do Paraná, Fer!­!­nando Guimarães, afirmou à  Gazeta do Povo que o projeto de lei que autoriza o governo estadual a repassar a Or!­!­!­ganizações Sociais (OSs) serviços de responsabilidade do Estado deveria ter sido discutido antecipadamente, para que fossem apresentadas melhorias ao texto antes de ser levado à  votação na Assembleia Legislativa. Para Guimarães, o projeto e as propostas de gestão nele inseridas mereceriam uma audiência pública, organizada e disciplinada em ambiente democrático e civilizado!.

O presidente, que ressaltou que não fez ainda uma análise aprofundada e que as opiniões são dele, não do TC, apontou alguns trechos inconsistentes no projeto. O artigo 1.!º, que pretende apresentar os casos de vínculos por cooperação (contrato de gestão), é muito genérico!, afirmou. O conceito parte do pressuposto negativo, isto é, poderá ser objeto de contrato de gestão tudo o que não seja casos de exclusividade do poder público ou do ensino regular!, apontou Guimarães, em entrevista concedida por e-mail.

Guimarães também destacou a falta de maior vinculação das secretarias de estado diretamente relacionadas com a área do serviço público a ser objeto do contrato. Poderia ser especificado, por exemplo, a definição das obrigações, tanto na solicitação da cooperação como no acompanhamento dos respectivos vínculos de gestão. Além disso, ele disse que não há regra específica sobre a necessidade de motivação dos atos e os indicadores, metas e resultados que se pretende atingir com esses vínculos cooperativos!.

Oportunidade

Segundo o presidente do TC, o órgão não emitiu opinião formal sobre o projeto por falta de oportunidade, já que o projeto de lei só se tornou conhecido após ele ter sido encaminhado para votação na Assembleia. Guimarães observou que o órgão poderia contribuir com um estudo mais aprofundado sobre tema tão relevante, através de comissão formal de estudos, interagindo com os poderes estatais na formulação

6 de dezembro de 2011
por admin
1 Comentário

Governo aprova anistia para Carlos Marighella

da Folha.com

A viúva de Carlos Marighella, Clara Charf, 86, disse ontem que a concessão da anistia política restabelece a verdade sobre o guerrilheiro, morto em novembro de 1969.

“Durante muitos anos, eles mentiram, acusaram e jogaram o nome das pessoas na lama para tirar a resistência do povo brasileiro”, discursou, em ato em Salvador.

Ontem, no dia em que Marighella faria 100 anos, a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça reconheceu que ele foi perseguido pelo Estado desde os anos 30, na ditadura de Getúlio Vargas.

Após ser libertado, em 1945, Marighella foi eleito deputado federal constituinte. Teve o mandato cassado em 1947, quando o Partido Comunista foi declarado ilegal, e passou à  clandestinidade.

O período final de perseguições, apontou o relatório da comissão, foi entre o golpe militar de 1964 e o seu assassinato por agentes do Dops (Departamento de Operações Políticas e Sociais), numa emboscada em São Pau