5 de dezembro de 2011
por esmael
6 Comentários

Fórum Popular da Saúde assume ocupação da Assembleia do PR

Caiu por terra o argumento de governistas de que a ocupação da Assembleia Legislativa, nesta tarde, seria obra da estudante Amanda Jaqueline Teixeira, assessora do deputado Professor Lemos (PT).

O Fórum Popular de Saúde do Paraná divulgou nesta noite uma nota oficial assumindo a bronca politicamente.

A ocupação do plenário da Assembleia começou à s 16h45 e avança na noite. Os manifestantes protestam contra a privatização da saúde através das Organizações Sociais (OSs).

Leia a íntegra do comunicado oficial do Fórum Popular da Saúde:

5 de dezembro de 2011
por esmael
Comentários desativados em Assembleia convoca sociedade para debater serviços de telefonia móvel em audiência

Assembleia convoca sociedade para debater serviços de telefonia móvel em audiência

Deputados, representantes dos órgãos de defesa do consumidor, das operadoras de telefonia móvel e consumidores se reúnem nesta terça-feira (6), a partir das 10 horas, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, para debater problemas no setor em audiência pública convocada pela Comissão de Defesa do Consumidor do Poder Legislativo, com a colaboração também da Comissão de Obras Públicas, Transporte e Comunicação.

Devem participar do evento representantes do Procon estadual, do Ministério Público do Paraná, do Tribunal de Justiça, da OAB-PR, da Delegacia de Defesa do Consumidor, da Anatel, de entidades que representam usuários e das operadoras Oi – Brasil Telecom, Vivo, Tim, Claro, Sercomtel e Nextel.

O presidente da Comissão de Defesa do Consumidor, deputado Leonaldo Paranhos (PSC), informa que o objetivo é averiguar denúncias por descumprimento da legislação em vigor e, conforme o caso, estabelecer um protocolo de intenções, visando encaminhar a solução para as principais reclamações referentes à  prestação de serviços de telefonia.

Os Procons mostram que o serviço da telefonia móvel não é bom e que o usuário tem dificuldades até para reclamar. Queremos criar mecanismos para, pelo menos, facilitar as reclamações e gerar ações que possam resolver a maior parte dos problemas!, afirma.

Segundo Paranhos, não é possível permitir que isso continue ocorrendo sem uma reação da Assembleia, que deve estar atenta aos problemas da sociedade e buscar resolvê-los.

Se não houver uma resposta positiva por parte das operadoras, não descartamos a possibilidade de instalar uma CPI para investigar a situação com toda força legal possível!, adverte.

5 de dezembro de 2011
por admin
Comentários desativados em Servidores de saúde de Curitiba param por redução de jornada

Servidores de saúde de Curitiba param por redução de jornada

do G1 PR, com imagens da RPC TV

Os servidores municipais de saúde de Curitiba anunciaram na manhã desta segunda-feira (5), em ato na Praça Santos Andrade, que estão em greve. A paralisação, segundo o sindicato da categoria, é um protesto contra a exclusão de algumas categorias de funcionários da redução de jornada de trabalho concedida pela prefeitura. Eles também reclamam de mensagens enviadas pelo prefeito Luciano Ducci (PSB) à  Câmara de Curitiba, com alterações na estrutura sindical e trabalhista dos servidores.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc) informou que 39 categorias aderiram à  greve. Entre eles, estão parte de serviços de hospitais, laboratórios, centros de urgências, postos de saúde e farmácias, o que deve prejudicar o atendimento à  população.

Ducci enviou à  Câmara Municipal uma mensagem que reduzia de 40 para 30 horas semanais a jornada de áreas da saúde que trabalham em demanda de stress. Desta forma, seriam beneficiados enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, técnicos em higiene dental e assistentes de consultórios dentários.

5 de dezembro de 2011
por esmael
2 Comentários

Irritado com protesto, Rossoni suspende a sessão da Assembleia

Manifestantes contra as OSs ocupam as galerias da Assembleia do PR.

O presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Valdir Rossoni (PSDB), irritado com manifestantes que ocupam as galerias da Casa, suspendeu neste instante a sessão que analisa o projeto das Organizações Sociais na Saúde (OSs). O deputado Tadeu Veneri (PT) fazia uso da palavra no momento. Leia mais

5 de dezembro de 2011
por admin
1 Comentário

Lupi deve retornar à  presidência do PDT, diz secretário-geral da legenda

da Agência Brasil

O ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi deve retornar à  presidência nacional do PDT, segundo o secretário-geral da legenda, Manoel Dias. Desde o final da manhã de hoje (5), Lupi está reunido com o presidente interino do PDT, André Figueiredo, e o senador Acir Gurgacz (PDT-RO). à‰ a tendência natural [que ele retorne à  presidência]!, disse Manoel Dias. Ao assumir o ministério em 2007, Lupi foi recomendado a afastar-se do comando do partido e seguiu a orientação.

O secretário disse ainda que o principal motivo para Lupi renunciar ao cargo ontem (4) foi o apelo da família. Ele [Lupi] já tinha sofrido muito!, disse Manoel Dias, que participará com Lupi, parlamentares e integrantes da legenda da reunião da Executiva Nacional do PDT, a partir das 14h.

Lupi pediu demissão do cargo, após ser alvo de denúncias sobre desvio de recursos públicos de convênios assinados com organizações não governamentais para capacitação de trabalhadores. Em nota publicada no site do ministério, o ex-ministro atribuiu sua saída à  “perseguição política e pessoal da mídia”.

Ontem (4), a presidenta Dilma Rousseff aceitou o pedido de demissão apresentado. A Secretaria de Imprensa do Palácio do Planalto informou que a partir de hoje o secretário executivo do Ministério do Trabalho, Paulo Roberto dos Santos Pinto, ocupará o cargo temporariamente.

Em nota, o Planalto informou que a presidenta Dilma “agradeceu a colaboração, o empenho e a dedicação do ministro Lupi ao longo de seu governo e tem certeza que ele continuará dando sua contribuição ao país”.

*Colaborou Renata Giraldi

5 de dezembro de 2011
por esmael
2 Comentários

Verba do ICI poderia acabar com déficit de creches em Curitiba

por Ivan Santos, via Bem Paraná

A verba gasta pela prefeitura com o Instituto Curitiba de Informática (ICI) seria suficiente para resolver alguns dos problemas mais graves da Capital em áreas essenciais, como o déficit de vagas em creches. O dinheiro gasto com os contratos de terceirização dos serviços de informática poderia ainda multiplicar várias vezes os equipamentos para o atendimento em saúde à  população da cidade, que hoje sofre com as filas, a demora e a falta de médicos.

Levantamento publicado pelo Jornal do Estado com base em dados oficiais revelou que só em 2011, a Prefeitura firmou sete novos contratos com validade até 2016, sem licitação, com o ICI, que somam R$ 585.722.400, sendo R$ 117.144.480 por ano. Com praticamente metade do gasto anual com o instituto, seria possível construir 60 novos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI), cada um com capacidade média de atender 150 crianças. Esse seria o número próximo para dar conta da demanda reprimida e reconhecida pela própria prefeitura, que admite o déficit de cerca de 9 mil vagas na Capital. Cada CMEI custa cerca de R$ 1 milhão em valores de 2011.

O dinheiro repassado pelo município ao ICI é muito superior ao destinado à  construção de novas creches. O orçamento de 2011 prevê R$ 20,5 milhões para a implantação de novos CMEIs, o que representa praticamente 15% dos quase R$ 120 milhões previstos nos contratos da prefeitura com o instituto !“ que por ser uma Organização Social de direito privado !“ não presta contas à  Câmara Municipal, e vem tendo seus contratos sistematicamente prorrogados, sem licitação, desde 1999.