Depois de pedirem, STJ quebra sigilos dos ex-ministros Agnelo e Orlando Silva

Orlando e Agnelo tiveram seus sigilos quebrados pelo STJ.

O ministro Cesar Asfor Rocha, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), quebrou hoje os sigilos bancário e fiscal do governador do Distrito Federal (DF), Agnelo Queiroz, e do ex-ministro do Esporte Orlando Silva.

Orlando Silva e Agnelo pediram para que os sigilos deles fossem quebrados. Os ex-ministros querem elucidar as denúncias que a mídia lhes vem imputando.

Os dados bancários serão encaminhados ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, que conduz no Ministério Público Federal as investigações sobre suspeitas de um esquema de corrupção no Ministério do Esporte.

Além de Agnelo e Orlando, o policial militar João Dias Ferreira e mais oito empresas e entidades tiveram o sigilo quebrado por determinação do STJ.

O objetivo de Gurgel é saber se eles se envolveram num esquema de desvio de recursos públicos do programa Segundo Tempo, do Ministério do Esporte. Há um inquérito aberto no STJ para apurar as supostas irregularidades.

Com informações das agências.

1 Comentário

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Isso é mais uma panacéia. É óbvio que a grana não passou na conta pessoal deles, né…