Redução da jornada: Servidores da Saúde protestam em Curitiba e falam em greve

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc) realizou na noite de ontem uma manifestação contra a exclusão de 1165 trabalhadores da Saúde no projeto de lei que reduz a jornada de trabalho para 30 horas semanais na prefeitura.

Segundo a presidenta da entidade sindical, Marcela Bomfim, disse que foram instaladas 1165 estacas (cruzes) que sinalizam o número de servidores que foram deixados fora da redução da jornada de trabalho.

“Instalamos as cruzes nas ruas Visconde de Guarapuava, Dr. Faivre e Lamenha Lins para denunciar à  população curitibana o abandono da saúde”, disse a presidenta do Sismuc.

Marcela disse que a categoria poderá entrar em greve por tempo indeterminado a partir do próximo dia 5 de dezembro. “Só não entraremos em greve se a prefeitura incluir os 1165 trabalhadores no projeto que reduz a jornada para a 30 horas semanais”, avisa.

Comentários encerrados.