Por Esmael Morais

Professores de Curitiba exigem cumprimento dos 33,33% de hora-atividade

Publicado em 25/11/2011

Os municípios que demonstrarem ao Ministério da Educação !“ através de planilhas financeiras de receitas e despesas !“ que não têm condições pagar o piso poderão receber a complementação dos recursos da União. Isso significa que caiu por terra o discurso de alguns prefeitos de que a Lei é inviável por questões orçamentárias.

Em Curitiba, a Lei do Piso significa a ampliação da hora-atividade de 20% da jornada de trabalho para 33,33%. Ou seja, o tempo para preparar atividades e participar de cursos de formação passará para 6 horas e 40 minutos.