“Privatizações de Richa derrubarão qualidade dos serviços e prejudicarão a população”, denuncia Enio Verri

* Petista diz que tucano copia ex-presidente FHC

Deputado Eno Verri (PT).

Deputado Eno Verri (PT).

O deputado estadual Enio Verri (PT), líder da oposição na Assembleia Legislativa (Alep), afirmou nesta quarta-feira, 30, que o interesse do governo Beto Richa (PSDB) na aprovação da lei que pretende terceirizar serviços públicos nas áreas da saúde, segurança e cultura é transferir responsabilidades que são originalmente do Estado para organizações privadas. Verri destacou que a medida vai resultar na diminuição da qualidade dos atendimentos e que a população do Paraná será a maior prejudicada.

O governo quer reduzir as responsabilidades do Estado, mas ele foi eleito exatamente assumir estas responsabilidades. A iniciativa privada, através da terceirização para as Organizações Sociais, vai executar o trabalho pela lógica do lucro, e não pela qualidade e eficiência no atendimento da população. O conjunto da população, que precisa dos serviços de saúde e segurança vai ser diretamente prejudicada!.

O deputado destacou que a medida é privatista e desqualificou as justificativas apresentadas pelo líder governista na Alep, deputado Ademar Traiano (PSDB), para o projeto de lei. De acordo com Traiano, a medida é moderna e foi colocada em prática para suprir necessidades urgentes do estado.

Este modelo foi criado há mais de 10 anos, no governo FHC. Numa sociedade dinâmica como a nossa, como um projeto de gestão que tem mais de 10 pode ser moderno? à‰ moderno para quem: para os trabalhadores ou para os empresários, que vão ter vantagens financeiras com esta prática?!.

O parlamentar também criticou a falta de disposição do governo em dialogar com a sociedade organizada sobre as implicações da lei. Verri mais uma vez apontou a contradição entre o discurso, de democracia e diálogo!, e a prática no governo do PSDB.

Este projeto, importantíssimo para o futuro do Paraná, foi colocado na Alep à s pressas e o governo não está dando tempo para a sociedade organizada debater. O objetivo do governo está claro: atropelar qualquer tentativa de reflexão sobre o tema e votar o projeto o mais rápido possível, à s escuras e finalmente atender interesses de setores privados ligados ao grupo do governo!.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. A pergunta que nunca quer calar é: A quem interessa?
    Além do governador, é claro.