Ministros “apaixonados” por Dilma

Bernardo diz que também faria declaração de amor a Dilma

Ministro Paulo Bernardo.

via Folha.com

O ministro Paulo Bernardo (Comunicações) disse nesta sexta-feira em São Paulo que ele também faria uma declaração de amor à  presidente Dilma Rousseff e que o ministro do Trabalho, Carlos Lupi (PDT), “se saiu bem” nas entrevistas em que rebateu acusações de corrupção em sua pasta.

Em evento na Câmara ontem, Lupi se retratou com a presidente dizendo: “Presidente Dilma, desculpe se fui agressivo, não foi a minha intenção: eu te amo”. Ele havia afirmado no dia anterior que só deixaria o cargo se fosse “abatido a bala”.

“Quem não fica contente com uma declaração de amor?”, disse Bernardo.

O ministro acompanhou a posse do médico Roberto Kalil Filho como professor titular do Departamento de Cardiopneumologia da USP. Na cerimônia, além de Dilma, estavam presentes o presidente do Senado José Sarney, o governador de São Paulo Geraldo Alckmin e o prefeito Gilberto Kassab.

Paulo Bernardo disse ainda que o governo mantém uma “postura rígida e transparente” com relação à s acusações de corrupção na administração federal.

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. BOM POR RS$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$ ATÉ EU DECLARO AMOR ATÉ Ã UM POSTE.KKKKKKKKKKKKKKKKK

  2. A QUE PONTO PODE CHEGAR A MEDIOCRIDADE MINISTEREIAL…