Justiça Eleitoral diploma João Capiberibe como senador

do Valor

João Cabiberibe.

O ex-governador João Capiberibe (PSB) foi diplomado senador nesta segunda-feira pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, um ano depois de ter sido eleito. Capiberibe é o principal adversário do grupo político do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no Amapá.

Na quarta-feira, Capiberibe deverá apresentar o diploma à  Mesa Diretora do Senado e Sarney terá o prazo máximo de cinco sessões para empossá-lo.

No Senado, deverá ocupar a vaga do senador Gilvam Borges (PMDB-AP), aliado de Sarney. Gilvam está licenciado e em sua cadeira está seu irmão Geovani Pinheiro Borges (PMDB).

Capiberibe foi eleito em 2010 para o Senado com 130,4 mil votos, mas foi impedido de assumir o mandato depois de ser enquadrado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na Lei da Ficha Limpa.

Em 2005, Capiberibe, então senador, e sua esposa, a deputada federal Janete Capiberibe (PSB), foram acusados de suposta compra de votos nas eleições de 2002 e perderam o mandato.

Em 2010, o casal concorreu com o registro indeferido pelo TSE por conta da condenação. Neste ano, porém, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a Lei da Ficha Limpa não valeria para a eleição de 2010. Janete tomou posse em julho.

Ex-prefeito de Macapá e ex-governador do Amapá por dois mandatos, Capiberibe registrou sua diplomação no Twitter. Hoje é o dia! Está chegando ao fim meu segundo exílio, que já dura seis anos!, escreveu no microblog.

Capiberibe e Janete são pais do governador do Amapá, Camilo Capiberibe (PSB).

Comentários encerrados.