Justiça condena Derosso pela primeira vez em razão das denúncias da Câmara

Derosso. Foto: Valterci Santos/GP.

Saiu a primeira decisão que condenou o presidente licenciado da Câmara Municipal de Curitiba, vereador João Cláudio Derosso (PSDB), a respeito dos escândalos que a casa legislativa foi alvo.

A sentença foi do juiz Marcos Vinicius da Rocha Loures Demchuk, da 5!ª Vara da Fazenda Pública, Falências e Recuperação Judicial, e exige que o condenado pague R$ 25.500,00 de multa em razão do atraso no fornecimento de documentos ao deputado federal Rubens Bueno.

Concedo a segurança, confirmando a liminar, assim como as multas aplicadas ao longo do trâmite processual em desfavor da pessoa do impetrado. Excluo o município de Curitiba do polo passivo da presente demanda!, registra a sentença.

Documentos

Após se negar a fornecer a documentação ao deputado Rubens Bueno, o vereador João Cláudio Derosso atendeu a ordem judicial e enviou caixas com todas as cópias de contratos, recibos, notas fiscais e aditivos referentes à s transações da Câmara Municipal com veículos de comunicação desde 2006.

Toda a documentação está sendo analisada pela vereadora Renata Bueno, que já confirmou diversos indícios de irregularidades. Os documentos enviados pelo presidente licenciado da Câmara embasaram a ação popular da vereadora.

Comentários encerrados.