Correção: PF prende presidente da Assembleia de Rondônia

por Valor

Ao contrário do informado na nota PF prende secretário de Saúde e um terço dos deputados de Rondônia!, somente o deputado Valter Araújo (PTB) foi preso. Os outros sete deputados serão chamados a prestar esclarecimentos. Segue nova versão da matéria com as informações corretas:

O Ministério Público de Rondônia, em conjunto com a Polícia Federal deflagrou, a partir das 6 horas da manhã de hoje, a Operação Termópilas, com o objetivo de desmontar uma rede de desvio de recursos públicos que incluía verbas do Sistema Único de Saúde (SUS).

As investigações mostraram ainda evidências de cooptação de servidores públicos e empresários para que determinadas empresas vencessem licitações do governo.

à€ frente do esquema, segundo a Justiça de Rondônia, estaria o deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Valter Araújo (PTB).

Ele e mais dez pessoas, entre empresários e assessores foram presas. A operação contou com o apoio logístico do Exército Brasileiro, da Força Aérea Brasileira e do Departamento Penitenciário Nacional.

Constatou-se que o grupo praticava crimes nas secretarias da Saúde, Justiça e no Departamento de Trânsito local, objetivando favorecer as empresas Reflexo Limpeza e Conservação, Romar – Prestadora de Serviços, Fino Sabor Comércio de Serviço de Alimentos, MAQ-Service – Serviços Contínuos, Contrat – Serviços Especializados, dentre outras.

As empresas pertenceriam a laranjas. No caso da Reflexo e da Romar, seriam inclusive de propriedade do presidente da Assembleia Legislativa, segundo informações do MP-RO.

Outros sete deputados são suspeitos de participar do esquema e serão chamados a prestar esclarecimentos: Jean Oliveira (PSDB), Epifânia Barbosa (PT), Ana Lúcia Dermani de Aguiar (PTdoB), Saulo Moreira (PDT), Zequinha Araujo (PMDB), Flávio Lemos (PR) e Euclides Maciel (PSDB).

2 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. PARABÉNS AO IMPORTANTE TRABALHO INVESTIGATIVO DA POLÍCIA FEDERAL NA CASSA AOS CORRUPTORES.
    APOSTO QUE UMA INVESTIGAÇÃO BEM DETALHADA NA ALEP DO PARANÁ DEIXARIA ALGUMAS LIDERANÇAS COM OS CABELOS EM PÉ…COMO SE ASSOMBRADAS POR FANTASMAS ROXONEEEEEE HUUUUUUUUUUUU!!!

  2. Não sei se é o Ministerio Publico de lá, que deve fazer estagio no Ministrerio Publico daqui, ou o nosso Ministerio Publico que deve fazer estagios no Ministerio Publico de lá.